Mineirão lota e torcidas dão show em clássico da primeira liga.

Clássico é sempre bom, ainda mais quando volta a ser com torcida dividida meio a meio, relembrando o Mineirão antigo. E foi assim na noite desta quarta-feira (1) entre Atlético e Cruzeiro.

 

atl.jpg
(créditos na imagem)

 

Depois de 4 anos de espera, o maior clássico de Minas Gerais voltou a ter torcida dividida, de um lado a paixão alvinegra, do outro a celeste, Belo Horizonte respirava rivalidade, o estado parou pra ver às 19h30 (de Brasília) o jogo válido pela Primeira Liga. E quem acabou levando a melhor nesta noite, foi o time azul e branco

 

O jogo

 

O Cruzeiro desde o início se mostrou melhor que o Atlético, a raposa foi pra cima, pressionando o galo, que tinha dificuldades para trocar passes precisos, o jovem Yago sentiu a pressão da partida e não conseguia auxiliar Rafael Carioca como deveria, Otero, Maicosuel e Cazares foram muito bem marcados pelos jogadores adversários, faltou criação no meio de campo, a bola chegar mais no Pratto.

 

Aos 13min Robinho cobrou falta, Leo cabeceou e Manoel chegou um pouco atrasado, aos 19min Rafael Sóbis de longe chutou e Giovanni fez uma grande defesa.

Aos 27min Felipe Santana se atrapalhou e acabou falhando, o que resultou em gol do time adversário. O mais novo zagueiro atleticano foi cortar o lançamento do Ariel Cabral e acabou jogando a bola nos pés de Arrascaeta que abriu o placar para o Cruzeiro.

 

atl 2.jpg
(Foto: mg.superesportes.com.br)

 

No segundo tempo, o técnico Roger Machado já voltou com mudanças, tirou Yago e colocou Ralph, porém pouca coisa melhorou, o Cruzeiro seguia sendo  superior em campo, o time celeste teve 3 grandes chances de ampliar o placar, a primeira com Alisson que driblou Marcos Rocha e obrigou Giovanni a fazer uma bela defesa, depois Arrascaeta fez duas boas jogadas em cima de Felipe Santana e deixou Sóbis na cara do gol, mas o resultado se manteve.

Atlético acordou e atacou de verdade só aos 31min do segundo tempo, com Felipe Santana, em um bate rebate, a bola tocou em cima da defesa cruzeirense. O time até melhorou um pouco com a entrada de Clayton e Rafael Moura. Robinho foi expulso aos 41 min, porém, mesmo com um homem a mais o Atlético não conseguiu criar oportunidades de gol e acabou perdendo o jogo.

 

 

 

Este foi só o segundo desafio do Roger na temporada, o time está vindo de um ex-técnico que pouco treinava, e ele sempre soube que teria trabalho, neste jogo viu que será mais do que ele pensava. Entretanto nós torcedores, devemos acreditar no Roger, já  ele e toda equipe terão de trabalhar dentro e fora dos gramados, aprimorando e resolvendo os problemas.

Que os jogadores que vestem essa camisa se lembrem de dar RAÇA dentro de campo, afinal nosso hino não cita "Com toda nossa raça pra vencer" à toa. Acreditar sempre, a temporada só está começando.

 

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1-0 ATLÉTICO-MG

 

Motivo: Primeira Liga – 1ª rodada do Grupo C

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: quarta-feira, 1º de fevereiro de 2017

Árbitro: Wanderson Alves de Souza

Assistentes: Luiz Antônio Barbosa e Felipe Alan de Oliveira

Público presente: 41.530

Pagantes: 39.811

Renda: R$ 1.139.052,00

Gol: Arrascaeta, aos 27min do 1ºT (CRU)

Cartões amarelos: Rafael Sobis, aos 29min do 1ºT. Robinho, aos 9min, Ezequiel, aos 21min, Alisson, aos 34min do 2ºT (CRU); Yago, aos 19min, Lucas Pratto, aos 36min do 1ºT. Ralph e Fábio Santos, aos 44min, Gabriel, aos 45min do 2ºT (ATL)

Cartão vermelho: Robinho, aos 41min do 2ºT (CRU)

 

CRUZEIRO

Rafael; Ezequiel, Leo, Manoel e Diogo Barbosa; Henrique (Hudson, no intervalo), Ariel Cabral, Robinho e Alisson; Arrascaeta (Rafinha, aos 37min do 2ºT) e Rafael Sobis (Ramón Ábila, aos 28min do 2ºT). Técnico: Mano Menezes

 

ATLÉTICO

Giovanni; Marcos Rocha, Gabriel, Felipe Santana e Fábio Santos; Rafael Carioca e Yago (Ralph, no intervalo); Maicosuel (Clayton, aos 28min do 2ºT), Cazares (Rafael Moura, aos 39min do 2ºT) e Otero; Lucas Pratto. Técnico: Roger Machado

 

Eduarda Moreira, pelo Atlético uma vez até MORRER!