Modernidades à parte

A graça do nosso futebol é a rivalidade entre torcedores, sempre foi, até mesmo quando a torcida é para o time com camisa ou sem camisa nos campinhos de chão batido. O futebol moderno agora vem tentando nos tirar até isso, inventando a tal torcida mista, tentando fazer com que assim que os estádios sejam vistos como ambientes calmos, sem violência, em que torcidas rivais ficam lado a lado, cada uma com a camisa do seu time, na mesma arquibancada. Infelizmente a realidade que a mídia mostra das torcidas aqui no Brasil foi o que deu espaço para inventarem esse tipo de coisa, pois mostrar torcedores brigando obviamente alcança muito mais audiência do que mostrar a mesma torcida fazendo uma ação social, ajudando crianças carentes que o mesmo pessoal da mídia nunca se importou. Quebrar uma padronização reconhecida em todos os cantos por suas cores para fazer de conta que as torcidas estão em paz, fala sério!
Qualquer um que acompanha futebol sabe bem da rivalidade que existe, e sempre vai existir, qualquer um reconhece que alguns torcedores realmente levam isso muito a sério, muitas vezes até sujando a imagem de uma torcida inteira, mas e as coisas boas que esses mesmos torcedores fazem, porque ninguém reconhece? Ninguém explana? 
Infelizmente o nosso amado futebol está sendo tomado pela modernidade, aquela mesma que está destruindo a verdadeira essência do nosso maior amor, aos poucos o tornando o que é melhor para ser mostrado na mídia, e não o melhor para cada torcedor.
 
É tão bom sentir aquela emoção em meio a um clássico, aquele sentimento estranho de querer vencer e defender seu time em qualquer circunstância, mas por outro lado, quando seu maior amor torce pelo seu maior rival é uma boa pedida, seja família, amigos ou namorado (a), a sensação de poder rir da derrota do adversário lado a lado, não tem preço!
 
Por Fernanda Andreazza