Na casa da Macaca, São-Paulino não se cria!

 

Sabadaço. Dia de sol, calorzão, de tomar uma gelada e partir rumo ao Majestoso Moisés Lucarelli. Era time do interior versus time da capital. Torcida da macaca em maaaaaaaassa no estádio e eu tive o privilégio de estar lá no meio deles. Ouvir os pontepretanos cantando e aplaudindo o time me arrepiou toda. Torcida raiz, a gente vê por aqui.

 

(Foto: Facebook Oficial da Ponte Preta)

 

Minha gente, preciso pedir desculpas a toda a massa pontepretana, mas vendo o jogo ali, truncado, onde eu via Magrão receber a bola e não conseguir concluir uma jogada, quando era ele que tinha que recebê-la e partir para o ataque, acabava indo para o lado errado. Que mania era aquela de tentar todas as jogadas pelo lado direito?

Quando vi, fiquei brava para caramba, mas depois entendi, que quando invertiam a jogada para a esquerda era um Deus nos acuda. Pensa num sufoco quando alguém no meio campo recebia a bola, mas ninguém encostava para armar um contra ataque... foi coisa de louco.

O primeiro tempo foi assim, teve muita correria e pouca efetividade na hora das finalizações e terminou 0x0.... Já a segunda etapa, com as mudanças feitas, o time ganhou um novo gás e o gol veio.

Aos 33 minutos, cobrança de escanteio para a Ponte. Bola alçada na área, foi escorada de cabeça e caiu nos pés de Hugo Cabral, que correu para nós no alambrado e comemorou como nunca, o gol feito. Lavou a alma. Passava a mão pelo corpo dizendo: sai uruca, sai zica! A urucubaca foi embora e... coloca três pontos na conta da Ponte.

Minha primeira vez no Majestoso de Campinas e já vejo uma vitória dessas... Não foi fácil ganhar, mas que foi merecido, aaaaaaaah, isso eu não tenho dúvidas.

Mas também através desse texto peço encarecidamente algo a diretoria da Ponte: pqp, pelo amoooooor de Deus, contratem um armador. Se eu, pela primeira vez, já passei nervoso vendo um time que não arma as jogadas, imagina quem vai lá em todos os jogos. Pelo amor de Deeeeeeeeus, não dá para passar esse tipo de raiva não...  Um armador para a Macaca já!

 

Parabéns Macaca!

Por: Adriene Domingos