Na estreia do Flamengo na Primeira Liga, brilha a estrela do estreante da noite, Berrío.

 

 

Completa euforia de Berrio ao marcar seu primeiro gol. (Fonte:Globoesporte).

 

  Na noite da última quarta-feira (08), o Flamengo recebeu o Grêmio no Mané Garrincha, pela estreia dos dois times na Copa da Primeira Liga. O tricolor gaúcho foi à campo com vários reservas, inclusive sem seu comandante Renato Gaúcho, mostrando total falta de respeito com a competição, que entra em seu segundo ano e também a falta de profissionalismo com os jogadores que ali estavam. Mas como o Flamengo não tem nada de ver com isso, os jogadores treinados por Zé Ricardo entraram com força máxima, afinal se vale título, iremos buscá-lo!

 

O jogo

 

  O Flamengo com o que tem de melhor e apoiado por grande maioria no estádio Mané Garrincha em Brasília, iniciou com maior posse de bola, como na maioria dos jogos. O time começou “a fim” de concluir logo as jogadas e com isso se tornou um time ansioso e com carência do último passe, aquele, para o fundo das redes. Já passávamos dos 25 minutos da etapa inicial e o time do Grêmio não ameaçava e o Flamengo só havia chegado a pequena àrea tricolor com Arão, que de três cabeceios ao gol, dois foram do meia.

  Na altura dos 36 minutos e mais entrosado, o Mengão levou mais perigo ao gol defendido por Bruno Grassi, que falhou duas vezes, uma em falta cobrada por Mancuello, que o goleiro rebateu e Guerrero desperdiçou a chance de abrir o placar. A pressão do rubro-negro aumentou, e aos 42 minutos veio o lance do primeiro tempo, ótima jogada do maestro Diego, que em somente um corte tirou dois marcadores e na ponta esquerda tocou para Trauco, que de prima encontrou Éverton, o camisa 22 largou o aço, sem chances para o goleiro. Mengão na frente! Mérito ao cracaço Diego! Final dos 45 minutos.

 

Éverton para o gol, mas um bom jogo do nosso mil e uma utilidades. (Fonte: Uol.com)

 

Segunda etapa

 

  Os times retornaram à campo, sem alterações. O Flamengo seguia melhor, mas sem o ritmo impresso no fim do primeiro tempo. O Grêmio subiu de produção e aos 14 minutos quase chegou ao empate com Bolaños, que arriscou uma bomba de fora da área, mas Alex Muralha fez mais uma vez jus à seu apelido e fechou gol rubro-negro.

  Ambos times abusaram dos passes errados, e o jogo que parecia tranquilo para o Flamengo se tornou perigoso, com o tricolor Gaúcho começando a gostar da partida. E aos 16 minutos Zé Ricardo tirou Mancu que já aparentava cansaço e colocou o estreante da noite,  Berrío, com o camisa 28! Antes, o jogador estava no Atlético Nacional, da Colômbia.

 O time se mostrava nervoso e Berrío começou sem ritmo de jogo, como já era esperado. Aos 27 minutos, Cortez foi lançado, fez o cruzamento na área, Willian Arão tentou afastar e quase marcou contra! Abre o olho Flamengo!

  Em resposta, o Mengão partiu para o ataque, e em falta batida por Guerrero e espalmada por Bruno Grassi para escanteio, Diego cobrou na medida, o goleiro rebateu e a sobra ficou com Berrío, que sem pena estufou as redes do Grêmio! Ufa, gol necessário, para esfriar a correria gaúcha, Mengão 2 a 0.

  Com a vantagem o Flamengo passou a administrar a partida, e o Grêmio até fez um gol, bem anulado pela arbitragem. Mas no fim foi isso, mas uma bela vitória do Mengão, que segue 100% em competições oficiais. O próximo confronto pela Primeira Liga é quarta-feira que vem, dia 15 contra o América-MG.

  Léo Moura, foi por vezes vaiado em campo, antes da partida afirmou em entrevista, que iria sim, comemorar se marcasse nesse jogo. Respeito demais, mas entrou em campo com a camisa do time oponente, é adversário! Lei do ex ? Aqui não queridinha!  Jael, Léo Moura, Fernandinho e Bressan, fica pra próxima!

  Por falar em próxima... Alguém viu o Foguinho ? Pois avisem-o que o Flamengo já embarcou em território carioca, e domingo tem jogão. Contando os minutos para!

 

  Aproveito o espaço para me mostrar solidária ao povo do Espírito Santo, que está entregue a marginalidade, desde a paralisação da Polícia Militar. Reconheço que vivemos em uma democracia e que temos o pleno direito de reivindicar nossos direitos, mas sou contrária a forma que a PM se posiciona. O povo capixaba que sempre tratou o Flamengo e tantos outros clubes com muita hospitalidade se vê sendo violado por não ter seu direito de ir e vir assegurado. #ForçaES

 

FICHA TÉCNICA:

 

FLAMENGO 2 X 0 GRÊMIO

 

Data/Hora: 8/2/2017, às 19h30 (de Brasília).

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

​Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC).

Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Carlos Berkenbrock (SC).

Cartões Amarelos: Diego (FLA) e Bressan (GRE).

 

FLAMENGO: Muralha, Pará, Réver, Vaz e Trauco; Rômulo, Arão e Diego (Márcio Araújo, 44'/2°T); Mancuello (Berrío, 15'/2°T), Everton (Gabriel, 25'/2°T) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

 

GRÊMIO: Bruno Grassi, Léo Moura, Rafael Thyere, Bressan e Cortêz, Michel, (Jael, 9'/2°T) Kaio e Arthur; Fernandinho, Everton (Maxi Rodríguez, 37'/2°T) e Miller Bolaños. Técnico: Alexandre Mendes.

Gols: Everton, 42'/1°T (1-0), Berrío, 32'/2°T (2-0).


Por: Ingrid Souza, Saudações Rubro-Negras.