Na fogueira! Cuca estreia como técnico do Palmeiras em jogo decisivo pela Libertadores da América e tem a árdua missão de vencer fora de casa.

O Palmeiras enfrenta o Nacional-URU hoje à noite, no estádio Parque Central na cidade de Montevidéu, pela quarta rodada da Copa Libertadores da América.

Foto: Sociedade Esportiva Palmeiras

O Verdão é o segundo colocado do grupo 2, com quatro pontos conquistados. A derrota em casa para o adversário desta noite, na última quarta-feira, complicou a situação do time, que precisa de uma vitória para passar para a próxima fase da competição e não depender do resultado dos outros adversários do grupo.
 
A noite dessa quinta-feira promete emoção e muita ansiedade.
 
Mas com certeza a expectativa será dobrada para um personagem dessa história: o técnico Cuca!
 
Com a demissão de Marcelo Oliveira, na quarta passada, depois da derrota para os uruguaios em casa, o time foi muito bem comandado pelo interino Alberto Valentim e esperava a contratação do novo técnico. Boatos envolvendo o nome de Cuca, já estavam circulando na imprensa, mas sua apresentação oficial só se deu na segunda-feira dessa semana. Em entrevista coletiva, Alexandre Mattos anunciou o novo técnico da Sociedade Esportiva Palmeiras.
 
Se por um lado, ele foi recebido com muita alegria pelos torcedores alviverdes, que há muito estavam insatisfeitos com o comando de Marcelo Oliveira, por outro, já chega tendo que enfrentar um desafio de gigantes: vencer fora de casa, num torneio que de fácil, não tem nem o nome. A Copa Bridgestone Libertadores, é uma das competições mais difíceis de jogar e a mais almejada pelos times da América do sul, afinal, o título, vale a vaga para o mundial interclubes.
 
Mas ele sabe muito bem o que são as agruras do futebol. Tanto como jogador, quanto como técnico.
 
Quando defendeu as cores alviverdes em campo, em 1992, disputou 24 jogos, dos quais 13 são vitórias, quatro empates e sete derrotas. Cuca marcou sete gols nesse período e participou da conquista do vice-campeonato paulista. 
 
Já como professor, atuou no comando, entre outros times, de Santos, Botafogo e Fluminense e seu último trabalho foi no Atlético Mineiro, entre 2011 e 2013, pelo qual conquistou justamente a competição continental. Atualmente, Cuca comandava o Shandong Luneng, da China, onde ficou até o final de 2015.
 
Experiência é o que não falta a Alexi Stival, que carrega o apelido de Cuca desde a infância, quando a mãe ameaçava chamar o delegado da cidade, cujo nome era Cuca, toda vez que o garoto arteiro aprontava alguma. 
 
Na segunda-feira, depois de conversar com o elenco, ele acompanhou o treino, num primeiro momento, observando atentamente os jogadores em campo. Depois propôs um treino tático, onde participou ativamente do jogo.
 
O Palmeiras viajou para o Uruguai com vinte jogadores, alguns desfalques e uma grande novidade.
 
Cristaldo, uma das melhores atuações em jogos da Libertadores, não foi convocado em virtude de fortes dores musculares que se iniciaram justamente no confronto de quarta passada. Ídolo absoluto da torcida alviverde, por sua postura de raça dentro de campo, o atacante fará falta. Rafa Marques, também desfalcará o setor ofensivo. Por conta de problemas pessoais, o jogador não conseguiu treinar e teve que ser cortado da lista de convocação.
 
A boa notícia é o retorno tão esperado do volante Gabriel, que se recuperava, desde o ano passado, de uma delicada cirurgia no joelho. A lesão interrompeu a ótima fase do jogador, que era considerado na época, um dos melhores em campo. Bem recuperado e cheio de vontade, ele embarcou com os companheiros para o confronto dessa noite.
 
O possível time titular que iniciará a partida será: Fernando Prass; Lucas, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Arouca, Zé Roberto e Allione; Dudu e Alecsandro.
 
A estreia de Cuca, como técnico do Palmeiras, tem ingredientes suficientes para ser inesquecível. 
 
Que seja inesquecível então... Mas o que todos os torcedores do Verdão desejam, é que essa noite seja inesquecivelmente gloriosa! Daquelas de fazer pôster e pendurar na parede, com uma legenda mais ou menos assim: "Sob o comando de Cuca, Palmeiras mostra garra e superação e vence os uruguaios do Nacional em Montevidéu. O Verdão segue vivo na competição”.
 
Alessandra Moitas