NA LUTA PELO ÚLTIMO SUSPIRO

Chilenas e Tailandesas se enfrentam com o sonho de uma possível classificação ainda vivo


As seleções femininas de Chile e Tailândia estão por um fio no grupo F. As duas equipes se enfrentam às 16h desta quinta-feira (20), no estádio Route de Lorient, ainda com chances matemáticas de classificação. Após duas derrotas, o Chile está em terceiro lugar no grupo, ainda sem pontos, assim como a Tailândia, que está em último lugar.

Após a derrota para os EUA por 3x0, as chilenas precisam da vitória e também contam com uma combinação de resultados para alcançar a classificação para as oitavas de final do torneio.

Fonte: Site ANFP Chile

 

Já as Tailandesas, sabem que não há muito o que fazer. Tendo sofrido a maior goleada da história das Copas (13x0), para os Estados Unidos e, em seguida, uma derrota por 4x1 para a Suécia, ter conseguido marcar um gol na última partida já foi de grande emoção para a equipe que conhece suas limitações e segue lutando. Em entrevista coletiva, a treinadora Nuengrutai Srathongvian pontuou a importância da partida: “Ambas as equipes precisam vencer, então será um jogo interessante. Mas, apesar de qualquer coisa e independente do resultado final, nós daremos nosso melhor até o apito final”.

 

Fonte: FIFA Oficial

 

Nesta terça, las rojitas fizeram um treinamento completo na cidade de Fougeré, com movimentos táticos e estratégias para se prepararem para a última partida da primeira fase.  

A jogadora chilena Javiera Toro conversou com a FIFA TV sobre do jogo contra a Tailândia: "Vamos atacar mais. Sabemos que é a nossa última chance. Temos que vencer. Vamos afrouxar a marcação. Contra a Suécia e os EUA tivemos que defender por muito tempo porque seus jogadores são muito rápidos. Tivemos que proteger o nosso objetivo. Mas sabendo que esta é a nossa última chance, vamos tentar atacar o máximo que pudermos”, afirmou.

Do lado das Tailandesas, o foco também foi na parte técnica e em aparar arestas. Com a disciplina característica asiática, as Changsuek apostam no foco como principal arma para encarar as Chilenas. O último compromisso pré-jogo aconteceu na tarde desta quarta-feira (19), em um reconhecimento de campo no estádio Roazhon Park.

Em situações bem parecidas, será interessante ver como Chile e Tailândia se comportarão em campo. Só a vitória interessa e, mais que uma possível classificação, vale o gosto de não sair da Copa do Mundo em branco. Com certeza teremos uma boa partida. Que vença a melhor!

 

Por Rayssa Rocha e Victória Monteiro