Na volta para casa, apenas a vitória interessa.

Mesmo sem convencer taticamente o primeiro problema tricolor já foi superado (classificação para as oitavas do paulistão está garantida), agora a dor de cabeça é a Libertadores da América e neste momento cada jogo é uma final!

 Os jogadores do Soberano não “perderam tempo” descansando, somente Maicon e Ganso foram poupados e não apareceram em o campo no domingo (03) pela manhã, todo o restante do elenco titular fez um trabalho regenerativo no gramado do CCT da Barra Funda, enquanto os reservas trabalhavam em campo reduzido sobre o comando de Patón .

Sem muito tempo para se preparar, na segunda-feira (4), o treinador tricolor já fechou parte do treino para "arrumar" a parte tática, fez e desfez algumas mudanças, tentou João Schmidt no lugar de Thiago Mendes e Kelvin no de Daniel. 

(Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Caso a alteração prevaleça o time entrará em campo com a provável formação: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, João Schmidt e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Kelvin e Calleri.

Com uma lista recheada de desfalques (6 no total), Bauza não poderá contar com o "principal" reforço de 2016, o zagueiro uruguaio Diego Lugano que sofre com problemas na lombar. Além dele, o atacante Rogerio e o lateral Carlinhos estão se recuperando de um estiramento na coxa esquerda, Wesley ainda não joga, apesar de já liberado pelo departamento médico, o jogador ainda aprimora forma física. Breno está se recuperando de tendinite no joelho e o reserva Renan Ribeiro de uma cirurgia na apêndice. Quem volta a ficar à disposição do treinador é Alan Kardec que cumpriu suspensão no fim de semana pelo Paulistão e o também atacante Centurion. 

O jogo desta terça-feira com o Trujillanos é fundamental para o tricolor possa continuar respirando na libertadores, já que a vitória não veio em nenhum dos três primeiros confrontos na fase de grupos.  A 5 pontos do líder The Strongest-BOL e a três do River Plate- ARG o São Paulo somou apenas 2 pontos, um a mais que o adversário desta noite.

 
E se a situação é difícil para os donos da casa, para os Venezuelanos é ainda pior. Além de ter somado apenas um ponto na competição, o time jogou no sábado pelo campeonato nacional, embarcou no domingo e só chegou à cidade de São Paulo na segunda. 
 
A escalação da equipe possivelmente será a mesma que a do primeiro confronto onde os dois times empataram em 1 x 1.  
 
 
Imagem do primeiro duelo entra as equipes 
 (Foto: Agência de futebol do interior)
 
Com Héctor Pérez; 

Granados, Luiryi Erazo, Cuevas e Páez; Osorio, Maurice Cova, Nieves (Torrealba) e Carlos Sosa; Rojas e Cabezas.

O trio de arbitragem da partida será paraguaio com Ulises Mereles e os seus assistentes

Milciades Saldivar e Dario Gaona. 

Nada é mais fantástico para um São-Paulino do que o Estádio do Morumbi em noite de Libertadores, lá as coisas costumam ser diferentes, nesta terça-feira às 21h45 (Horário de Brasília) só a vitória interessa. E a presença da torcida é fundamental, os ingressos para o confronto  variam R$ 30 á R$ 180 e podem ser comprados na bilheteria do Morumbi até 45 minutos depois do início da partida. E a novidade é desta vez é que a estação Butantã que é a mais próxima do estádio Cícero Pompeu de Toledo ficara aberta até às 00h30 (horário de Brasília) para que os torcedores voltem para casa com mais facilidade. 
 
#JuntosSomosMaisFortes 
 
Jessica Nogueira Gonçalves