NÃO DEU PARA O VERDÃO DO OESTE

Apesar de ter feito uma boa partida em casa, a Chapecoense foi superada pelo Santos.

 Foto: Twitter @ChapecoenseReal

A Chapecoense recebeu na Arena Condá, neste sábado (31), o Santos, em partida válida pela 17ª rodada do campeonato. A partida teve apenas um gol, convertido por Gum, sim... Gum fez contra. Com o resultado a Chape segue na zona de rebaixamento, com 14 pontos na 17ª colocação. Enquanto o Santos assumiu a liderança (Flamengo ainda joga nesta rodada).

E mais uma vez podemos dizer que a Chapecoense foi prejudicada pela arbitragem, em um lance de pênalti não dado, e um impedimento não marcado para os adversários, onde saiu o único gol da partida.

O técnico Emerson Cris falou sobre os erros cruciais da partida. “Temos que ser muito frios para analisar um jogo como esse, temos que ter inteligência nas palavras. Fizemos um baita jogo. jogamos contra o líder, uma equipe bem treinada, bem montada, com grandes jogadores e tivemos mais posse de bola, encurralamos, tivemos oportunidades. Sofremos esse gol que começou de maneira irregular, não tivemos um pênalti a nosso favor, que no jogo anterior que vimos pela TV, o jogo do Bahia, uma situação parecida teve a penalidade.”

A partida

O Santos começou indo mais ao ataque, e logo aos 4’ Soteldo cobrou uma falta direto e a bola passou perto.  Mas com as duas equipes bem “povoadas” no meio, o jogo não teve muitas chances de gol. Aos 25’ Soteldo de frente ao gol, tentou de cabeça, mas a bola passou.

Aos 31 minutos tivemos o primeiro lance polêmico da partida, Eduardo cruzou, Everaldo foi puxado por Veríssimo e não conseguiu subir. O árbitro verificou o VAR e mandou a jogada seguir.

A Chape vinha muito bem na partida, com maior volume de jogo e boas tentativas de gol, mas aos 38’ veio o castigo, e mais uma vez em um lance polêmico, Victor Ferraz, em impedimento, e não estava pouco impedido, estava muito, deu início à jogada,  a Chape até recuperou a bola (motivo pelo qual o VAR não pode entrar em ação), mas logo em seguida voltou para o Santos, Soteldo cruzou para o meio da área e Gum tentando tirar a bola, mandou para o fundo do gol de Tiepo, 0 x 1 Santos.

Foto: Reprodução da Internet

No fim da primeira etapa Eduardo Sasha ainda teve a chance de ampliar o placar, mas bateu para fora.

A segunda etapa começou muito travada, com a bola mais parada do que rolando, Emerson tirou Rafael Pereira e colocou Henrique Almeida, que logo na sequência teve boa chance, após roubar a bola de Lucas Verissimo, bateu no canto de Everson, mas a bola saiu. O Santos respondeu com Eduardo Sasha que bateu e Tiepo pegou bem.

Emerson tentou colocar o Verdão do Oeste mais no ataque, tirou Camilo e colocou Aylon, depois saiu Gum para entrada de Diego Torres. A pressão da Chape aumentou, e a equipe teve boas chances, mas não conseguiu converter em gol. E a partida terminou assim, Chapecoense 0 x 1 Santos.

O artilheiro Everaldo falou após a partida. “Tivemos oportunidades, eu tive três, mas infelizmente não fomos efetivos. Não temos tempo a lamentar. Vamos pensar no CSA. Não é vergonha, perdemos para um dos líderes, mas a torcida está no direito. Temos que escutar e seguir trabalhando”.

Jogaram pela Chapecoense:

Tiepo, Eduardo, Gum (Diego Torres), Rafael Pereira (Henrique Almeida), Mauricio Ramos, Bruno Pacheco, Márcio Araujo, Gustavo Campanharo, Camilo (Aylon), Arthur Gomes e Everaldo.

Técnico: Emerson Cris.

Próxima partida será no domingo (08), às 19h, contra o CSA no Estádio Rei Pelé.

 

Vamo, vamo Chape!

 

Kelly Cristine Janiro