NÃO TEM MAIS CHAVE PARA VIRAR, BRIGATTI!

 

Foto: Globo Esporte


 

Nesta segunda-feira (09), após a derrota para o RB Bragantino por 1 x 2, o técnico Brigatti disse em entrevista coletiva que agora é a hora de virar a chave para Copa do Brasil. Meu caro treinador, não existe mais chave para virar. Não adianta mais cobrar a torcida. Seu pedido ontem foi atendido, a arquibancada cantou e empurrou o time até quando o placar já marcava 0 x 2 para o RB. Nós não podemos mais ser responsabilizados por tanta incompetência. O senhor deveria ter ficado quieto, mudo e calado lá no Sampaio Correia, olha o tamanho da bagunça que se meteu.

Não adianta mais usar o microfone e pedir que a torcida compareça, pedir paciência, pedir apoio. Nós não aguentamos mais essa situação. Nós não temos mais condições psicológicas.

Não adianta tentar nos enganar dizendo que a postura do time foi diferente, por que não foi! Um elenco limitadíssimo, sem nenhuma força de reação, sem a mínima força de vontade. Um elenco com peças chaves que são capazes de destruir todo um trabalho com o ego inflado por esquentar o banco. 

Os bichos da goiaba beiram o gramado, andam pelos corredores, sentam nas cadeiras presidenciais. 

Há anos estamos largados, a mercê de uma briga política e interna que nos destrói pouco a pouco e ainda vai nos levar ao fim.

Quinta-feira (12), tem Copa do Brasil, o que a gente espera? Afogar ou ser afogado? 

Na próxima segunda-feira (16), temos o dérbi, o que a gente espera? Ser rebaixado pelo rival?

Apenas renunciem, sejam honestos. Não afundem ainda mais o nosso barco. Nos ame ou nos deixem. Tenham a hombridade de assumir que erraram

Não existe mais tolerância da parte de cá do alambrado. O que a torcida pontepretana fez ontem após o apito final, é o reflexo do amadorismo de uma diretoria incompetente que se arrasta há vinte anos. Tentaram resolver no amor, não funcionou. Agora vai ser na dor e não podem reclamar.

Mas como Brigatti pediu, vamos deixar a zona do rebaixamento para lá e virar a chave para a próxima quinta-feira, às 19h15 no Majestoso, com o primeiro jogo da terceira fase da Copa do Brasil.

No mais, seja o que Deus quiser.

 

Por Li Zancheta

Preto e Branco é minha cor.

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna, não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.