Ninguém segura o Dragão de Aracaju...

 

 

Na noite do último sábado (06), o Confiança recebeu em casa, na Arena Batistão, o Globo-RN, pela 11° rodada do Campeonato Brasileiro Série C. 

 

 

Foto: Emanuel Rocha

 

O progresso do Dragão é visível aos torcedores, é tanto que o Batistão estava lotado para receber o time do Bairro Industrial. Com mais de 7 mil torcedores, a arena respirava azul, e o apoio dos proletários foi primordial para a ascensão do Confiança no último jogo.

 

Que o Dragão vem se sobressaindo campeonato, não é novidade para ninguém, porém, o que ninguém esperava era o primeiro gol da equipe azulina já aos 4” do primeiro tempo. Após bola entregue de graça pelo lado esquerdo, Marcelinho aproveitou e teve sucesso no chute, acertou o ângulo e abriu o placar pro Dragão do Bairro Industrial. 

 

Apesar de abrir o placar na partida, o Dragão, mesmo criando as melhores chances no primeiro tempo, se deixou levar pela pressão do adversário, e não conseguiu marcar ainda no primeiro tempo.

 

Na volta para a segunda parte, o técnico Daniel Paulista, como de costume, não fez nenhuma alteração inicial no elenco. Ao decorrer da partida, ele foi mudando as peças que achou primordial. Porém, nada que fosse suficiente para manter o placar de 1x0 do Dragão. Aos 20” Negueba bateu uma falta fácil, e marcou o primeiro dos visitantes na Arena Batistão. 

 

Ao contrário do que foi apresentado no último jogo em São Luís do Maranhão, Genivaldo cresceu e fez jus ao título de paredão do Dragão. Com a equipe potiguar tentando crescer na partida, o Dragão conseguiu manter o controle e dominar o jogo mesmo diante de tanta pressão. 

 

Aos 23” do segundo tempo, Marcelinho foi derrubado na área e a arbitragem marcou pênalti para o time do Confiança. Chute para um lado, goleiro para o outro, Renan Gorne marcou o gol da vitória do Dragão na Arena Batistão. 

 

Mesmo com a arbitragem não sendo necessariamente justa para a equipe azulina, o Time Proletário saiu com a vitória e com a segunda colocação no grupo A. 

 

Escalação:

1- Genivaldo

2- Thiago Ennes

3- Luan

4- Vinicius Simons (C)

5- Anderson

6- Altemar 

7- Everton

8- Rafael Vila 

9- Renan Gorne 

10- Italo 

11- Marcelinho

Técnico: Daniel Paulista 

 

Por Hellen Rangel