NO COMEÇO ESTAVA RUIM, NO FINAL PARECIA O COMEÇO...

 

Barcelona esquece de entrar em campo e empata com Sevilla fora de casa

 

Foto: Twitter @leomessidepre

 

O “sextou” teve jogo do Barcelona. Infelizmente na tarde desta sexta-feira (19), a equipe comandada por Quique Setién entrou em campo pela La Liga precisando vencer para se manter na ponta da tabela sem nenhuma preocupação. 

Mas o Barça deparou com uma boa marcação e um bom futebol do Sevilla e saiu apenas com um empate em 0x0 no Sanchez Pizjuan, podendo perder a liderança no domingo.

Partida espetacular defensivamente do Sevilla, principalmente de Diego Carlos e Fernando que conseguiram marcar muito bem Lionel Messi. Na verdade, qualquer time que fizer uma linha de 4 na defesa cercando o Messi vai ver o time bater cabeça, não criando nada. A “Messidependência” continua alta e infelizmente isso vem de longos anos. 

Queria colocar a culpa no Setien, um Valverde 2.0, e na equipe também, mas esse empate e esses longos anos de futebol pífio vai totalmente e exclusivamente para o "presidente" Bartomeu. Graças a Deus falta um ano para a saída do “encosto”. Oramos para mudanças.

O castigo dos meus filhos vai ser assistir o Barcelona de 2017-2020, e claramente quando tiver insônia assistirei a essa partida.

 

Foto: Divulgação/Internet

 

Piqué: 

 

"Pelo que vi da gente e do Real Madrid nas últimas duas rodadas, acho muito difícil ver o Barcelona campeão do campeonato espanhol nessa temporada".

 

Acabamos a partida com essa "pedrada" do presi Piqué. Infelizmente não mentiu e essa verdade TODOS os culés já sabiam, perder a liderança e não voltar mais. E a essa altura do campeonato, vamos orar para a próxima temporada isso mude, mas apenas se tivemos um presidente de verdade e Messinho não pensar em se aposentar. Até porque o elenco está cada vez mais envelhecido. Meio campo? O que é isso? É de comer? Umas contratações sem pé nem cabeça e as dívidas nas alturas. Dirigentes amadores é aqui mesmo, entre a porta à esquerda e vão estar lá pensando como acabar com o Barcelona...

Agora focando na trágica partida. Não foi só o Sevilla que deu aula, pena que a do Barça não foi nada favorável, a equipe de Setién deu aula de como ter posse de bola e não produzir nada. 

Meio de campo tão lento parecendo que bateu um prato de feijoada, sem criação alguma. O mais do mesmo, famoso seis por meia dúzia. Queria entender a insistência em Rakitic, mais água de batata impossível, ruim com força. 

O Barcelona até começou o jogo bem, buscando o gol, mas parando sempre na zaga do adversário. A melhor chance saiu dos pés de ninguém menos que Messi, o mais bem marcado de todos e único que buscava jogo. O camisa 10 cobrou uma falta que tinha endereço, CEP e hora para chegar, pena que o adversário tirou em cima da linha, impedindo assim o gol 700 do E.T.

Ocorreu uma parada técnica aos 30 minutos da primeira etapa e com isso o futebol do Barça também deu uma parada. A equipe não criava nada e se não fosse Ter Stegen, que salva nossa pele a anos, teríamos saído de campo com uma derrota no placar.

E antes do apito final para o intervalo, presenciamos cenas lamentáveis em campo, após Fernando cometer falta em Suárez perto da grande área, e foi aí que o tempo fechou e os jogadores dos dois times iniciam uma troca de "carinhos", com Messi encarando Diego Carlos e Busquets e Fernando querendo trocar a camisa antes da hora, o que resultou em amarelo para ambos e o fim da primeira etapa.

 

Foto: Divulgação/Internet

 

Chegamos na segunda etapa e o que estava ruim, piorou. O Sevilla foi totalmente para o ataque e brilhou novamente nossa muralha Alemã, Ter Stegen, que fez boas defesas. 

O Barcelona continuava na posse de bola mas quem assustava mais eram os donos da casa, apostando bastante no contra-ataque e se fechando bastante na defesa quando a equipe da Catalunha pensava em ameaçar. 

A escalação do Barcelona e os jogadores estão sendo o mais do mesmo, não rendem, chega a dar um desânimo só de olhar a escalação e são poucos que bate a alegria. O Griezmann no banco era algo de concordância mútua, agora o Suárez em campo desde do primeiro tempo até aos 10 minutos da segunda etapa, sendo que estava "morto" em campo, era algo para ser resolvido no intervalo. 

O camisa 9 vem se recuperando de uma lesão e é claro que não iria aguentar o jogo todo, já estava sumido desde quando a bola rolou, quem dirá no segundo tempo.

Quando finalmente Setién mexeu no time e podia melhorar o que estava ruim, ele deu uma leve piorada colocando Griezmann em campo (alô Atletico de Madrid, quer de volta?!), e tirando Vidal e não o Suarez, sendo que seria bem melhor dar a oportunidade para Ansu Fati. 

O segundo tempo foi todo do Sevilla, que levava perigo a cada 5 minutos e enquanto isso a troca de passes do Barça pedia socorro. A equipe Culé até tentava algo, mas totalmente sem sucesso, principalmente com Messi super bem marcado. Nos acréscimos, ainda vimos o Barcelona todo no ataque, quem diria... Mas infelizmente não resultou em nada e a partida acabou em 0x0.

Alô @Barcelona, não existe gol feio, feio é não fazer gol..

 

Essa é a primeira vez que um jogo Culé contra o Sevilla termina sem gols com Messi em campo. Durante mais de 15 anos esse confronto não terminava em 0x0. Palmas aos envolvidos. 

Agora voltamos a campo com a liderança ameaçada e um sentimento de "voltamos tudo de novo, Barça em campo e felicidade acaba instantaneamente." 

E um fato que mostra como a Messidependência infelizmente é super existente:

 

Chances criadas na top-5 principais ligas europeias 2019/2020:

Todos meio-campistas do Barcelona JUNTOS: 82

De Bruyne SOZINHO: 98

 

É rir para não chorar porque não está fácil não, (in)felizmente voltamos a campo na terça-feira (23), contra o Athletic Bilbao, às 17:00 (Horário de Brasília), no Camp Nou.

 

Foto: Site Oficial do Barcelona


 

Pero nunca dejaré de ser del Barça. La decepción es temporal, el amor por ti es eterno!!  

 

 

¡Visca El Barça!

 

Por: Thais Santos

 

*O BlogMec esclarece que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog.