NO DIA EM QUE A FIEL NÃO PUDER ENTRAR NO ESTÁDIO, O TIME NÃO VAI ENTRAR EM CAMPO

 

Nosso saudoso presidente Vicente Matheus, um Corinthiano inconsequente e louco assumido, um dia disse a frase que anuncia este texto, a quem quisesse ouvir. Hoje Vicente deve estar triste lá em cima...tão triste, como cada alvinegro que será impedido de acompanhar o Timão. Somos conhecidos como Fiéis, todos conhecem nossa obstinação quando o assunto é Corinthians, todos tem a consciência de que para o Corinthiano, o Corinthians sempre virá primeiro.

Não ia escrever sobre o clássico, mas quanto mais ele se aproxima, quanto mais minha apreensão aumenta, mais eu penso que pela primeira vez a Fiel não estará lá, que pela primeira vez, não teremos o maravilhoso contraste do verde com o preto e branco. Nosso futebol, sangra, o luto está declarado.

 

3047307560-capa-do-site-oficial-mostra-luto-do-clube.jpg

 

Tão tirando tudo do povão! A cada novo jogo, o poder público tira algo do torcedor, que sempre fez parte da sua história, e tudo por ter a incapacidade de punir os verdadeiros culpados. Meia dúzia de bandido, se transveste de torcedor, vai lá desonra o manto do time e 30 milhões são penalizados, sendo impedidos de torcer no estádio? Santa incompetência!

Já está mais que provado: todos os métodos usados para evitar as brigas entre torcidas, falharam! Tiraram os mastros e bandeiras, não resolveu, proibiram as bebidas no estádio, não adiantou, os fogos de artificio nem pensar,  e tudo isso não mudou NADA! Será que é tão difícil perceber que os confrontos são planejados e ocorrem nos arredores do estádio? Pagamos milhões em impostos, o ingresso está a cada dia mais caro e todo esse dinheiro não serve pra investir em segurança para o torcedor?

 

É a falência do futebol. A falência do estado refletida no futebol. A torcida é a solução atual, assim como foram a retirada dos mastros e a proibição de bebidas alcoólicas nos anos 90, o tempo passou e mostrou que nem de perto foram decisões acertadas, de nada adiantaram ao combate e prevenção à violência, a torcida única não foi eficaz em nenhum lugar do mundo”- Diretor dos Gaviões Fabrício Pouseu.

 

Sou do tempo que os jogadores provocavam, uns aos outros, alimentando a zueira da torcida, do tempo que esperávamos impacientes o dia do Derby, no Pacaembu ou no Morumbi. Todo mundo de pé, o jogo todo, cantando alucinado, empurrando o time rumo a vitória. Sou tempo que a torcida fazia do estádio, um verdadeiro desfile de escola de samba, do tempo em que na hora do gol, voava cerveja na cabeça, e isso quando era cerveja…

Pego-me neste momento, com o riso frouxo, um riso saudosista, mas um riso de dor. Doí saber que as próximas gerações não saberão o que é um Derby de verdade, daqueles de estádio cheio e dividido. As torcidas empurrando seus times, a zoação na hora do gol pela a euforia de quem fez, e a cara de decepção de quem quem levou.

 

 Corinthians x Palmeiras

Alvinegros x Alviverdes

Gaviões x Mancha

Parque São Jorge x Parque Antártica

Itaquera x Barra Funda

 

 

Torcida única não será a solução, tentar extinguir as uniformizadas não adiantará. Agora investir em segurança sim, punir os responsáveis sim, mas punir de verdade, para que paguem por seus atos, mas parem, parem por favor de estragar o futebol!

 

“A bandeira a tremular

Na loucura da arquibancada

Eu sou gavião, sou superação

Corrente forte que jamais será quebrada”

 

Devolvam o futebol do povão, nos deixem fazer o que fazemos de melhor: torcer pelo Corinthians! Torcedor torce e vibra com a Alma, hoje mandaremos pensamentos positivos de casa mesmo, empurrando o Corinthians, com a força do nosso do Corinthianismo, com a força do nosso amor. Pra cima deles Timão! Pra cima da porcada!

 

Prepare o seu coração Fiel!

Contra tudo e contra todos, nós somos Corinthians!


por Mariana Alves, desde já em luto pelo futebol!