No sufoco

 

Com vitória aos 42 minutos do segundo tempo, Timão aguarda resultado do Atlético MG, para soltar o grito de: É Campeão!

 

Os mais de 43 mil Corinthianos que foram a Arena Corinthians ontem, não poderiam imaginar, tamanho sofrimento e emoção. A torcida, bateu novo recorde de público do estádio e contava com uma vitória, para começar a comemorar o hexa campeonato, mesmo que ele não estivesse matematicamente garantido. Com a equipe alvinegra muito abaixo do normal, lenta e errando lances bobos, o coração Corinthiano foi testado!

O Corinthians começou melhor, mais agressivo e logo abriu o placar. Jadson, que já havia carimbado a trave de Wilson, cobrou pênalti sofrido por Edilson e não desperdiçou, 1x0.  Apostando na marcação, o Coxa tentou parar a equipe paulista e suas melhores chances saiam dos pés, de Negueba. Mesmo com a pressão do atacante do Coxa, foi o Corinthians que chegou novamente com perigo. Wilson, viu Elias cara a cara e conseguiu fazer a defesa, evitando o segundo gol alvinegro.

foto:gettyimagens

O gol de Jadson, foi o centésimo gol do Corinthians em Itaquera. Curiosamente, o primeiro gol da Arena, também foi marcado pelo meia. A essa altura, a Fiel torcida, convicta de mais uma vitória, cantava enlouquecida, mas o segundo tempo, reservava emoções.

Pachequinho mexeu bem na equipe de Curitiba, sacou Juan e colocou Thiago Lopez e logo no começo do segundo tempo, a alteração deu resultado. Negueba, o nome do jogo do Coritiba, empatou a partida. Após cruzamento de Carlinhos e falha de marcação de Guilherme Arana, Negueba finalizou. O gol deu ânimo ao Coxa e Negueba, seguiu infernizando a zaga corinthiana.

Com a raça do jogador, o goleiro Cássio contou com a ajuda da trave, quando foi enganado pela bola. Em jogada pela direita, Negueba, cruzou. A bola pegou efeito e carimbou a trave de Cássio. Perdido em campo, o Corinthians teve duas boas chances. A primeira com Malcon, que chutou forte, mas parou em Wilson e a outra com Elias, que com toque de letra, só não marcou, porque em cima da linha, a zaga afastou.

Nessa hora, o técnico Tite apareceu. Com mudanças cirúrgicas, Tite melhorou a equipe. Colocou Danilo, no lugar de Vagner Love, Lucca no lugar de Malcon e Rodriguinho no lugar de Renato Augusto. No finzinho da partida, Lucca colocou nas redes, depois de cruzamento de Edilson e desvio de Danilo. Gol de conjunto, gol da inteligência de Tite, gol do Corinthians.

O bando de loucos, eufórico, gritava: “ É campeão, é campeão! ”. Tite teve de conter as lágrimas e Elias, não se conteve. Ao fim da partida, de joelhos no gramado, o volante chorou, agradecendo ao céu, o passo para o título.

foto:meutimão

No fim da partida, no meio do gramado, os jogadores se abraçaram. A torcida em festa continuou cantando, até que todos saíssem de campo. Elias, muito emocionado, deu entrevista, agradecendo a oportunidade de ganhar o título, que em sua primeira passagem, não conseguiu ganhar.

– O jogo foi duro, (com gol) no último minuto, como o corintiano gosta, a gente não gosta muito, porque às vezes acaba se emocionando. A vitória deixa a gente bem perto.. Passa um filme na cabeça. Em 2010 eu perdi o título e disse que, quando voltasse, eu ia ganhar esse título para o Corinthians. Está próximo – disse Elias, com a voz embargada.

Com 76 pontos e 14 de vantagem, resta ao Timão, assistir, a partida entre Atlético MG e Figueirense. Caso o Galo não vença, o Corinthians sagrara-se Hexa Campeão Brasileiro. Já o Coxa segue na zona de rebaixamento, com 34 pontos. Haja coração, Fiel torcida!

 

Mariana Alves, pelo Corinthians, com muito Amor, até o Fim!