O amor começa pela torcida

Torça pelo Vitória além dos bons momentos!


 

É unanimidade que o bem mais precioso de um clube é sua torcida, e vice-versa. O amor sentido por um torcedor é algo inexplicável, que somente, alguém que compartilha deste sentimento pode compreender, e tentar explicá-lo a quem não sente é como se pegássemos uma criança e para ela ensinássemos cálculos matemáticos. Creio, que não conseguiremos muita coisa.

Um clube centenário, criado por brasileiros e que centra suas forças no gigante Barradão, para calar a quem tentar menosprezar sua grandeza, e assim como dizia o saudoso hino, mostrar o seu valor, venceu no último fim de semana o Corinthians, mostrando a quem quisesse ver, que no Barradão há apenas um soberano. O clube que amargou na primeira rodada, uma goleada do Santa Cruz, superou a desconfiança dos próprios torcedores e conseguiu uma espetacular virada, diante da equipe paulista.

 

“Vitória, Vitória, mostra o teu valor

No campo da luta tu és o melhor

O teu pavilhão tem feitos de glória

Vitória, Vitória, tu tens grande história”

 

Diante do triunfo, quantos não ostentaram o pavilhão, bateram no peito arqueado e brandaram aos quatro ventos o amor ao Vitória? Como eu ouvi na véspera da partida, de alguém que coloca o Vitória acima de tudo, torcer para o clube em finais, após vitórias, apenas em “bons momentos”, e só assim explanar seu amor é fácil, agora quando clube mais precisa, nos momentos mais dolorosos virar as costas, serve com um divisor, de quem realmente é TORCEDOR!

Ser o simbolo do Vitória, a identidade do clube é algo que deve ser construído, partida a partida, independente do resultado final. Antes que qualquer um, a torcida do Vitória deve se respeitar, afinal quem dará o valor ao clube, se os próprios rubro-negros não dão?

 

 

foto: reproduçãointernet

 

O Vitória, que já amargou fases penosas, onde muitos lhe viraram as costas, sofreu com marcas que até hoje são lembradas pelos guerreiros torcedores que lhe acompanharam, deu a volta por cima e venceu em campo. Diferente de muitos clubes, que se valeram de jogadas judiciais, ou de mudanças em regulamentos, para permanecer na elite, o Vitória conseguiu sair do fim do poço que estava, apenas por méritos próprios.

A supremacia do Leão em seu estado, mostra o quanto o clube cresceu. Em duelos contra o maior rival, que hoje apenas se apoia em conquistas do passado, a camisa rubro negra pesa e amedronta, como pode ser visto em mais um título estadual neste ano.

Não há, como não lembrar aqui, do relato emocionado do torcedor Luan Rocha, sobre a partida contra o São Caetano, em 2011, onde o torcedor, viu escapar em 5 minutos, o retorno a elite do campeonato nacional,. Eram 38 mil rubro-negros atônitos no Barradão…

No ano seguinte, novamente o São Caetano, a velha pedra no sapato. Desta vez, a briga era pela quarta colocação e por consequência, pelo acesso a elite do futebol brasileiro. Foi apertado, no número de vitorias, mas mais um acesso era garantido.

Em 2013...há que ano para história do clube. De um batismo com um sonoro 5x1, na estreia da Arena Fonte Nova, casa do rival a um arrasador 7x3, sobre o mesmo Bahia em disputa das finais do estadual. Não nos esqueçamos da campanha, no Brasileirão, a melhor de um clube nordestino na era dos pontos corridos, com 59 pontos.

Após, mais um rebaixamento, o clube retorna em 2016. Mas porque pontuar as glórias do Vitória? para que não esqueçamos que o clube tem o poder de renascer, do poder que o Vitória tem dentro e fora da Bahia. Relembro estes momentos, para que cada membro da gigante torcida, não se silencie e cobre mais do clube, o Leão pode mais, o Leão pode ir além.

Este é o momento de vencer a desconfiança, de escrever uma brilhante história na série A. O Vitória tem de se acostumar a disputar a série A, de vencer em seu lugar de direito. Para isso, a torcida tem de um a vez por todas que abraçar o clube, e durante cada rodada, apoiar e cantar, sem exitar.

 

foto: vitoriabablogspot

 

O amor pelo Vitória, começa  pela torcida do Vitória. O apreço e a admiração que criei pelo clube,  vieram após ver a luta dos torcedores, que se unem para acompanhá-lo. Como não se render ao brilho de uma torcida, que atravessa o país para acompanhar o clube as 11hrs da manhã, e que mesmo após a derrota, bate no peito e grita a quem quiser ouvir o amor que sente?

É normal um clube sofrer declínios, passar por instabilidade, mas o torcedor jamais o abandonará. Meus caros rubro-negros, vocês não imaginam o poder que tem. Façam com que o grito de cada um de vocês seja ouvido, por todos os cantos do Brasil: Vitória, Vitória!


 

por Mariana Alves