O estilo da sua camisa de time não faz de você mais ou menos torcedora!

Que o machismo existe e  vem de onde menos se espera nós mulheres, já estamos cansadas de saber. A internet, passou a ser uma grande disseminadora do preconceito, e algumas postagem de  páginas ligadas ao futebol, são inadmissíveis.  
Recentemente, um assunto tomou conta das rodas de discussões femininas, páginas de torcedores, fizeram  postagens, que na percepção das criadoras, o conteúdo era meramente "engraçado". A imagem em questão dizia exatamente assim: "Posta foto com a camisa do time, mas mostra mais os peitos do que o escudo" e logo em seguida: "Parece que alguém tá querendo chamar atenção...". Não, espera, como assim? Uma página de futebol que se diz feita para o público feminino usando de argumentos desse tipo? Então quer dizer que se eu tenho um pouco mais peito e ao tirar uma foto, eles se sobre saem, eu quero chamar atenção? Eu quero ser a musa do time? Não, eu quero tirar a minha foto, com a camisa do clube que eu amo, do jeito que eu quero, porque o corpo é meu e a camisa também! 
foto:blogols 
 
Outra postagem machista, que realmente me indignou, foi de uma página referente às Torcidas Organizadas, que dizia: "Meninas de torcida - Aprendam uma coisa: Cortar o manto do seu time não te faz mais torcedora, mas te faz mais vulgar." 
Não? Gente estou chocada! Cortei todas as minhas blusas pensando que ia ser considerada a maior torcedora já existente na face da terra. SÓ QUE NÃO! Eu, que vos falo, geralmente compro a camisa masculina porque muitas vezes não tem a versão feminina, e SEMPRE corto a gola porque me sinto sufocada, corto as mangas porque geralmente ficam gigantes, corto no comprimento porque ficam praticamente um vestido, e por isso eu sou vulgar? Não, eu sou uma PESSOA, um ser humano, que independente de ser homem ou mulher, quer se sentir confortável com que está vestindo, entre outras coisas. 
A torcedora Gisa Vilhena, desabafou sobre o assunto: 
"Acho que o fato de se customizar uma camisa não torna uma torcedora vulgar, simplesmente tem mulher que gosta de camisas diferenciadas, assim como eu tenho camisas que por algum motivo rasgaram, furaram, queimaram, mancharam etc... eu não sou vulgar, minha mãe não é vulgar e sempre fazemos isso com nossas camisas, até porque eu não vou jogar no lixo as camisas do meu time amado, Paysandu. Eu invento maneiras de ainda usar elas, é claro que em dia de jogo eu vou padrão de T.O, mas uso em casa ou até mesmo pra sair socialmente. Acho qualquer tipo de generalização desta forma OFENSIVA". 
Tratando desse assunto somos obrigadas a ouvir a tal frase "isso é mimimi de feminista", e o pior, de MULHERES. Não! Não é mimimi! Nós cansamos de ver no estádio, homens sem camisa, não é padrão? Não pode cortar, então não pode tirar! 
Até entendo que de certa forma quiseram falar para não cortar ao ponto de fazer a camisa do time perder o seu real sentido, mas toda e qualquer tipo de generalização é ofensiva sim, principalmente quando é direcionada apenas para uma classe que consequentemente se sente diminuída. Se as duas postagens foram relacionadas a quem corta a blusa para chamar atenção dos torcedores homens, ok, mas a forma de se expressar é tudo! Uma de nossas colunistas faz parte de uma das maiores torcidas organizadas do Brasil, frequenta assiduamente os estádios do Brasil e afirmou que em todos os jogos que já foi na vida, que se presenciou uma ou duas vezes "mulheres querendo se mostrar" foi muito. 
Após diversas criticas de torcedoras, ambas as páginas tentaram se retratar com as torcedoras que se sentiram ofendidas com as postagens. 
"Estamos aqui para pedir desculpa à todas as mulheres que se sentiram ofendidas com a postagem do dia 16/02, queremos defender todos os amantes do futebol tanto mulher como homem.Portanto como temos caráter viemos com este post homenagear todas as MULHERES e realmente pedir desculpas pelo fato que ocorreu. #‎mulherÉaondeelaquiser‬"- escreveu uma das páginas citadas. 
foto:globoesporte
Sabemos o quão é difícil lutar por um lugar nas bancadas e nas rodas de futebol, mas a forma que nos vestimos não influência em nada. Só deixando claro, que a camisa é minha e o amor pelo clube quem sente sou eu. Não importa se é original, de camelô, de torcida organizada, se você que fez... Nada disso te torna mais ou menos torcedora!

 

Barbara Lima