O Grêmio ainda não decolou

Uma imagem contendo grama, pessoa, futebol, jogadorDescrição gerada automaticamente

(Foto: Lucas Uebel)

 

Neste sábado (25), o Grêmio recebeu o Atlético Mineiro, na Arena, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Os 15.450 torcedores que estiveram no estádio puderam ver o time de Renato Portaluppi se preparar para decolar. Apresentando um bom desempenho, o Tricolor Gaúcho conquistou sua primeira vitória.


Primeiro tempo


Voltando a ser o Grêmio que conquistou o Brasil, o primeiro tempo foi marcado pelo belo toque de bola do Tricolor, enquanto o Galo jogou no seu campo de defesa, buscando um contra-ataque.

Nós 11 minutos iniciais de jogo, o Grêmio teve quatro oportunidades de abrir o placar e continuou atacando no decorrer do jogo.

Aos 20’ minutos o Atlético Mineiro teve uma ótima oportunidade com Patrick, que chutou para Luan que bateu no gol, mas Paulo Victor se esticou defendendo. O Grêmio continuou tendo as melhores finalizações.

Aos 41 minutos, ocorreu um lance polêmico. Depois da cobrança do escanteio, Geromel marcou para o Tricolor, mas o árbitro Rafael Traci invalidou o lance ao marcar falta de Zé Wilison. Três minutos depois, após consulta do VAR, o árbitro marcou pênalti de Zé Welison. André foi para a cobrança, mas chutou para fora.


Segundo tempo


O Tricolor Gaúcho iniciou o segundo tempo já com mudanças, saindo Alisson e André e entrando Tardelli e Vizeu. Com um minuto da etapa complementar, Jean Pyerre cobrou escanteio, Felipe Vizeu recebeu limpo, dominou e marcou. Grêmio 1x0. Com jogadas mais efetivas as melhores conclusões ainda foram gremistas. Aos 20’ minutos Juninho Capixaba cruzou, Felipe Vizeu recebeu e mandou a bola para Tardelli que acabou chutando forte, mas Victor e Léo Silva impedem o gol. O final do jogo foi marcado pelo Atlético Mineiro dando trabalho ao goleiro Paulo Victor.
Com a vitória, o Grêmio saiu da zona de rebaixamento e agora ocupa o 16º lugar. Apesar dos torcedores gremistas já verem o time decolando, na sua entrevista coletiva Renato deixou um recado.

“O Grêmio nem começou a decolar. Ainda nem fechamos as portas do avião. O Grêmio chegará longe. Podem ter certeza, mesmo com três competições. Não começamos bem. Mas foi mais por erros nossos. Principalmente contra Santos e Fluminense. Onde o Grêmio chegará? Ele irá longe. Hoje foi a sexta rodada. Amanhã colocarão que o Grêmio decolou. Não! O Grêmio não decolou, nem fechou as portas, mas irá longe”, disse o técnico gremista.


Análise

 

Contra o Galo, os torcedores gremistas puderam ver o Grêmio que tanto nos alegrou, com bom passe de bola, marcação e boas finalizações. Alguns nomes ganharam destaque nesta partida. Para mim o primeiro foi o do zagueiro Rodriguez, que fez uma boa atuação no seu primeiro jogo no profissional. A vitória que passou pelos pés de Tardelli e Felipe, que entraram no segundo tempo, se mostrando mais incisivos nas jogadas. Vale destacar a atuação de Michel, que voltou ao seu lugar de origem e do goleiro Paulo Victor, que todas as vezes que foi acionado brilhou. Outro destaque foi de André, que apesar de uma partida regular, acabou errando o pênalti que poderia ter trazido mais tranquilidade para o tricolor ainda no primeiro tempo.

O próximo compromisso do Grêmio no Brasileiro é no sábado (1), contra o Bahia às, 19h, no Pituaçu. Antes disso, na quarta-feira (29), o tricolor irá enfrentar o Juventude pela Copa do Brasil, jogo que vale a passagem para próxima fase, para isso o Grêmio precisa apenas da vitória.

 

Noara Tainá