O HERÓI SE DESPEDIU

Neste último sábado (21) foi a segunda rodada do Clube de Regatas do Flamengo no Campeonato Brasileiro. O time que já começou deixando a desejar com um empate na estreia do torneio, ainda empatou em casa na Libertadores, entrou em campo com ressalvas da torcida. Ela que compareceu, mais pela emoção que permeava o ambiente já que foi a despedida de um Ídolo: Júlio Cesar pendurou as chuteiras.

 

(Foto: Staff Images / Flamengo)

 

Como vem sendo visto, o rubro-negro não conseguiu mostrar sua superioridade diante de elencos menos pomposos. A falta de criatividade ficou mais uma vez evidente. Os principais lances felizes foram nas duas vezes que a rede balançou, aos 28 da primeira etapa Vinicius Junior em uma jogada individual conseguiu deixar Henrique Dourado completar e abriu o placar. Logo depois, o ceifador foi derrubado na área pelo goleiro Jori, e ele mesmo bateu e converteu.

 

O que se viu depois foi mais do mesmo: o rendimento caiu e viu o adversário crescer. O América-MG foi quem teve mais chances claras e mais finalizações que os donos da casa, porém o grande protagonista foi o cara da festa, Júlio Cesar. O goleiro fez sua despedida em grande estilo e parou o ataque "inimigo". Com três defesas difíceis, ele estava inspirado, e fez muitos torcedores pensarem que vai fazer falta.

 

Diante de uma Maracanã cheio, só um ídolo para fazer tantos torcedores aparecerem num sábado à noite, pois a equipe em si não (nos) anima. A partida foi bem aquém, e já está virando clichê falar sobre como o Flamengo não tem mostrado em campo sua grandeza e seu potencial.

 

O próximo confronto do Flamengo é decisivo contra o Santa Fe na próxima quarta na Libertadores, pela quarta rodada da fase de grupos às 21h45. E pelo Brasileiro, jogará contra o Ceará como visitante, no Castelão às 16h, pela terceira rodada, no próximo domingo (29).

 

(Foto: Staff Images / Flamengo)

 

No lado festivo do jogo não faltou emoção, Juan, que ficou no banco, não segurou o choro ao falar do amigo. Sem dúvidas, Júlio Cesar fez parte da história rubro-negra e vê-lo encerrar a carreira foi emocionante! Vida longa Júlio Cesar e que essa nova etapa seja ainda mais especial!

 

Por Paula Barcellos