O Herói Vaz...

Exibindo images.jpg
(Foto: O Globo)
 
E o Vasco avança para a terceira fase da Copa do Brasil! Mas não foi nada fácil, pelo contrário, foi um jogo com emoção até o fim. O gigante entrou em campo com a vantagem do empate, porém, o time não se acertou e o CRB dominou o primeiro tempo e saiu na frente com o zagueiro Diego em um belo gol de falta no ângulo e o gigante foi para o intervalo atrás no placar.
 
Na segunda etapa, o Vasco entrou melhor e com mais vontade, pois precisava reverter o resultado. Bastava apenas um gol para o Cruz-Maltino se classificar e o técnico Jorginho começou as suas mudanças. Entraram Eder e Evander no time e o Vasco foi pro ataque. mais estava difícil a bola entrar.
 
O tempo ia passando a angústia do torcedor aumentando e a partida indo para os pênaltis, até que Jorginho resolveu pôr em prática uma idéia que teve ano passado, e assim fez. Sai Thalles e entra Rafael Vaz e o herói do título carioca foi o herói da classificação aos 47 do segundo tempo! O zagueiro artilheiro empurra a bola para o fundo das redes, 1x1 e fim de papo em São Janu. O Vasco agora pega na próxima fase o Santa Cruz.
 
(Foto: Globo Esporte)
 
E depois da partida Jorginho falou sobre o seu mais novo "atacante":
 
- Conversei com o Zinho. Falei: faltam 15 minutos, nós só temos uma opção. Vamos dentro. Olhei o Vaz tão agitado no aquecimento e falei: Vaz, vem. Só tinha dúvidas se tiraria o Thalles ou abriria mais o meio e ficaria com apenas um homem no meio. Mas decidimos tirar o Thalles. Eu creio que isso tudo é realmente trabalho. Estou há nove meses no Vasco e conheço muito bem o meu jogador diante da vaia ou do aplauso.
 
- É importante conhecer o material que a gente tem na mão. O Vaz é um dos jogadores que se destacam nos jogos reduzidos, com marcação intensa. É um dos melhores jogadores da nossa equipe, tecnicamente falando. É um finalizador nato. Eu já tinha pensado nisso no jogo contra o Coritiba. Estou há nove meses no Vasco e conheço muito bem meu jogador – disse Jorginho.
 
Mas o técnico também falou sobre o comportamento do time do Vasco na partida:
 
- Em primeiro lugar, acho que não podemos esquecer que não foi um grande jogo nosso. A equipe precisa entrar mais atenta, mais ligada, porque já é um prenúncio do que vai ser realmente a Série B. A questão do Vaz não pode apagar isso. Não que nós tenhamos entrado apáticos no jogo, mas acho que nós não entramos com a mesma concentração dos outros jogos. Isso eu cobro da minha equipe. Não deixamos de lutar, mas lutamos alternados. Não foi coisa em conjunto, que nós treinamos incessantemente.
 
FICHA TÉCNICA

VASCO-RJ 1 X 1 CRB-AL


Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 18 de maio de 2016 (Quarta-feira)

Horário: 19h30(de Brasília)

Árbitro: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Cartão Amarelo: Marcelo Mattos(Vas); Olívio, Neto Baiano, Rivaldo, Juliano(CRB)

GOLS: VASCO: Rafael Vaz, aos 47 minutos do segundo tempo

CRB: Diego, aos 29 minutos do primero tempo

VASCO: Martín Silva, Bruno Ferreira(Eder Luis), Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Marcello Mattos(Evander), Pikachu, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Thalles(Rafael Vaz)

Técnico: Jorginho

CRB: Juliano; Bocão, Audálio, Diego Jussani e Diego; Olívio, Rivaldo, Matheus Galdezanni(Wigor), Gerson Magrão e Luidy(Rodolfo); Neto Baiano

Técnico: Mazola Júnior
 
Jéssica Martins