O JOGO DA MINHA VIDA: Tricolor Conquista Torneio Rio-São Paulo e faz surgir um melhor do mundo!

 

Todo torcedor carrega na memória um jogo que divide sua vida entre o antes e o depois do futebol, porque não adianta, ninguém é o mesmo depois que se descobre fanático por esse esporte.

O meu divisor de águas, aquele que foi meu jogo inesquecível aconteceu no dia 07 de março de 2001 e consagrou o São Paulo Futebol Clube campeão do Torneio Rio-São Paulo.

 

001.jpg
(FOTO: estadão.com.br)

 

A história desse jogo começou a ser construída uma semana antes, no dia 28 de fevereiro lá no Rio de Janeiro e confesso que até hoje tenho dúvidas qual dos dois jogos foi grande responsável pela minha paixão.

Na verdade aqueles foram os 180 minutos mais importantes da minha infância, os 180 minutos que definiram todo o resto da minha vida.

O Tricolor chegou desacreditado, depois de um duelo duro na semifinal contra o Fluminense, onde a estrela foi o  até então camisa 1 são-paulino Rogério Ceni, que defendeu três pênaltis.

Na final, o adversário era o Botafogo, que  havia passado pelo Santos com uma vitória por 1x0 no alçapão. A moral estava toda com o time carioca e a responsabilidade de vencer também.

Logo nos primeiros 90 minutos dentro do Maracanã lotado, o Tricolor Paulista goleou o Fogão por 4 x 1. Com gols de Carlos Miguel, França e dois de Luis Fabiano.

 

fabulosoriosp-1024x683.jpg
(Foto: saopaulofc.net)

 

Hoje pode ser que alguém pense  que o time comandado por Vadão já cantava vitória, afinal iria jogar em casa diante de sua torcida e podia perder por até três gols de diferença, mas não foi bem assim.  

Os dias que antecederam a decisão foram de muita concentração, expectativa e tensão total para o time paulista afinal o multicampeão São Paulo Futebol Clube nunca havia conquistado o torneio.


 

O JOGO

 

O time do Morumbi entrou em campo calmo e com segurança, buscando se defender de um Botafogo forte que tentava de qualquer forma chegar ao gol, e que depois de tanto insistir, chegou. Aos 39’ minutos, Pantera chutou cruzado e venceu o goleiro Roger. O primeiro tempo acabou com o time carioca na frente.

Como era de se esperar, assim que a bola rolou na segunda etapa, o Fogão continuou pressionando, atacando de todos os lados e Vadão precisou mexer.

Foi aí que o treinador Tricolor tirou o volante Fabiano e resolveu dar uma oportunidade para o menino que seis anos depois se tornaria melhor do mundo. Cacá (ainda era com C mesmo), entrou e fez toda diferença.

 

golcac01.jpg
(saopaulofc.net.com)


 

Aos 34’, Luis Fabiano ajeitou de cabeça para o camisa 30 tirar o zagueiro da jogada e meter para o fundo gol. Se a torcida são-paulina já comemorava insanamente a conquista inédita, Cacá ainda queria mais.

Aos 36’, depois de belíssimo passe de França o menino fez o simples, tirou o zagueiro botafoguense da jogada bateu e … GOOOL o SÃO PAULO se tornava CAMPEÃO!

 

spfc.jpeg
(Foto: saopaulofc.net)


 

FICHA TÉCNICA

 

SÃO PAULO 2 x 1 BOTAFOGO

 

    Local: Morumbi (São Paulo);

    Juiz: Jorge Rabello (RJ);

    Público: 71 668;

    Gols: Donizete 39 do 1º; Cacá 34 e 36 do 2º;

    Cartão amarelo: Rogério Pinheiro, Cacá, Luís Fabiano, Alexandre Gaúcho e Taílson

 

    SÃO PAULO: Roger, Jean, Rogério Pinheiro e Wílson; Belletti (Reginaldo Araújo), Fabiano (Cacá), Maldonado, Carlos Miguel (Júlio Batista) e Gustavo Nery; França e Luís Fabiano.

    Técnico: Oswaldo Alvarez

 

 

    BOTAFOGO: Wagner, Fábio Augusto, Dênis, Valdson e Augusto; Júnior, Reidner, Rodrigo e Alexandre Gaúcho (Souza); Donizete e Taílson (Daniel).

    Técnico: Sebastião Lazaroni

 

Depois desse, eu vivi dezenas de outros jogos inesquecíveis. Conquistei a América, ganhei o mundo, levantei três troféus nacionais consecutivamente. Vi meu camisa 1 se tornar o maior  goleiro artilheiro da história, participei do milésimo jogo dele e do centésimo gol e todos esses jogos marcaram a minha vida, mas está partida, esse Rio-São Paulo abriu os meus olhos para o mundo da bola. Este sim, foi o jogo da minha vida.


 

    Por: Jéssica Nogueira Gonçalves - Meu coração é escudo de 5 pontas VERMELHO, PRETO E BRANCO.