O JOGO É DE PRIMEIRA FASE, MAS O CLIMA É DE FINAL DE CAMPEONATO.

Disputar a Libertadores da América não é fácil. Jogar contra times argentinos pode ser, muitas vezes, extremamente complicado. Realizar duelos contra os “hermanos” na casa dos mesmos está longe de ser uma tarefa simples. E é dentro dessa perspectiva que se desenha o desafio do Tricolor Gaúcho na noite de terça-feira (15/03). Quando o relógio marcar 21h45, as atenções de gremistas mundo afora estarão voltadas para a partida que acontecerá no Estádio Nuevo Gasómetro, contra o San Lorenzo.

(Foto: Grêmio FBPA/Divulgação)

O 4º jogo do Grêmio na competição toma ares de decisão em função do resultado obtido na última quarta-feira (09/03), contra o time argentino na Arena. O empate em 1 a 1 manteve o San Lorenzo com chance de classificação para a próxima fase, mesmo na última colocação do Grupo 6, com 2 pontos. Dessa forma, o time de Porto Alegre não cogita a possibilidade de voltar da Argentina sem pontuar. A 2º posição com 4 pontos em seu grupo não é uma situação totalmente confortável, o que fará com que a equipe corra ainda mais por um bom resultado.

Em relação à formação que irá a campo contra o time argentino, o mais provável é que esta seja composta pelos mesmos atletas que atuaram no jogo da última semana. A única dúvida que há na escalação gremista diz respeito à lateral direita do Tricolor. Wallace Oliveira, dono da posição desde o início da temporada, está em tratamento por desconforto muscular. A vaga, que já foi ocupada por Wesley, pode ser disputada por Ramiro, que está recuperado de uma lesão no tornozelo e já atuou em partida válida pelo Gauchão no último sábado (12/03).

(Foto: Eduardo Moura / Globo Esporte)

Dentro do sistema de jogo do técnico Roger Machado, Ramiro sempre atuou como um volante. Porém, a atuação como um lateral mais tradicional já aconteceu em outros momentos, inclusive no Grêmio. No treino de reconhecimento que ocorreu na tarde dessa segunda-feira (14/03) no Nuevo Gasómetro, o treinador gremista trabalhou com as duas opções da posição. Dessa forma, fica o mistério desse setor até a hora do jogo. Em suma, a escalação Tricolor pode ser considerada com: Marcelo Grohe, Wesley (Ramiro), Geromel, Fred, Marcelo Oliveira, Edinho, Maicon, Giuliano, Douglas, Éverton e Luan.

O que resta por parte do torcedor gremista? Resta acreditar que um bom resultado pode sim ser obtido na Argentina. Vale a pena, mesmo de longe, acompanhar o time do coração em mais este desafio. Todos sabem do potencial que uma equipe como a San Lorenzo pode apresentar, principalmente em sua casa. Entretanto, é em momentos como esse que o grupo Tricolor tem a chance de mostrar em campo todo o trabalho que vem desenvolvendo no comando de Roger desde a temporada passada. Que a terça-feira passe rápido e que, ao final dela, o torcedor Tricolor tenha motivos para comemorar a visita à Argentina.

Cintia Menzomo