O majestoso da taça

A expressão mais dita pela nação Corinthiana nos últimos dias certamente é o sonoro e tão esperado: “É Campeão!”. Na última quinta feira, a equipe do Parque São Jorge conquistou sua sexta estrela do campeonato brasileiro com três rodadas de antecedência após empate em 1x1 com o Vasco. Apesar do título, o campeonato ainda não acabou. Nesse domingo, o Timão entra em campo na Arena Corinthians com clima de festa para receber a taça de campeão em um dos maiores clássicos do país: Corinthians x São Paulo, devidamente apelidado de “Majestoso”.

Após muita celebração no Rio de Janeiro ainda na madrugada de quinta para sexta-feira, no inicio da tarde os jogadores e comissão técnica do Corinthians foram muito bem recepcionados por um grande número de torcedores que os aguardava em festa no aeroporto de Guarulhos e no CT Joaquim Grava.

Marcos Riboli/Globoesporte.com

Poupados após uma maratona de jogos pela Seleção Brasileira e se esforçarem para estar presente no jogo que sagrou o Timão campeão, Renato Augusto, Gil e Elias foram relacionados, mas Tite já avisou que não serão utilizados na partida.

O time que enfrenta o São Paulo deve vir com Cássio, Edilson, Felipe, Edu Dracena e Guilherme Arana; Ralf, Bruno Henrique, Rodriguinho, Jadson e Malcom; Vagner Love.

O único treino comandado pelo professor Tite para o clássico aconteceu na manhã desse sábado em clima muito descontraído e contando com a presença de alguns torcedores e filhos de jogadores do clube.

Daniel Augusto JR/Agencia Corinthians

Em recorde de publico na Arena Corinthians, de acordo com a venda de ingressos, cerca de 44.500 Corinthianos verão ao vivo a entrega da sexta taça ao Timão.

Perguntado sobre um hábito muito comum na Europa, onde o adversário entrega a faixa ao campeão, o presidente Roberto de Andrade riu e disse que “não vê nenhum problema nisso e até vê com bons olhos”. Já do outro lado, quando a pergunta foi feita ao atacante são-paulino Allan Kardec, a resposta foi bem diferente: “Não tenho a mínima vontade de fazer. Não sei se alguém entregou faixa para o adversário, mas ainda mais em clássico me sentiria muito incomodado.”

É festa, é clássico, é o jogo da taça, é hexa!

Vai Corinthians!

 

Por Victória Monteiro