O MENINO HABILIDOSO QUE NOS ENCHIA DE ORGULHO

 

Em 2010, o ASA vivia uma época de auge, estava na série B do Brasileirão, sua torcida extremamente empolgada e esperando as contratações para essa disputa. De repente, surge o nome do atacante Jociel Ferreira da Silva, para quem conhecia o trabalho e o histórico do jogador, passou a se preocupar com a contratação, afinal, o jogador tinha a fama de indisciplinado e saia com problemas na maioria dos clubes que passava.  

 

O atleta é natural de Caruaru, Pernambuco, nascido em 31/03/1982 e  revelado pela equipe de Porto (PE), junto ao seu irmão e também jogador Nildo.

 

Após esse destaque, o garoto Ciel teve passagens por diversos clubes brasileiros, entre eles: Ceará, América de Natal, Santa Cruz, Salgueiro, Fluminense, entre outros. Infelizmente, sua vida não era marcada pelos gols feitos nessa época, mas sim, pela forma que ocorriam as suas rescisões contratuais. Em praticamente todas elas, o atleta saia por esbanjar as noites regadas a muito álcool ou até confusões envolvendo garotas de programa.      

 

Antes de assinar contrato com o GIGANTE, Ciel, como é conhecido, havia disputado o Campeonato Alagoano pelo Corinthians Alagoano e logo após o término do estadual, assinou até o fim da série B com o Fantasma, o que seria um "tiro no pé".

 

Ninguém sabia o tamanho da dor de cabeça, mas também o tamanho do orgulho que o garotinho nos causaria, afinal, em tão pouco tempo virava o homem gol, chegando a se tornar um dos artilheiros da série B daquele ano.

 

Fonte: Reprodução

 

Um cara que chegava de ressaca, mas era decisivo nas partidas, um cara que tinha idas e vindas no clube, mas possuía uma boa visão de jogo, um cara que acabou sendo dispensado por indisciplina por duas vezes em menos de seis meses pelo ASA, e fez com que dias depois o clube se arrependesse e reintegrasse o atleta à equipe que virou ídolo, já que foi responsável por marcar 14 gols vestindo nossa camisa naquele ano e ser um atacante bastante habilidoso

 

A história do atacante teve uma grande reviravolta em 2011, depois de engrenar no futebol e aos poucos superar seus inúmeros problemas pessoais, foi jogar em Al Shabab, nos Emirados Árabes, como lá a maioria das pessoas são islâmicas, ele acabou se aproximando mais de Deus com o apoio de sua esposa e seus amigos, e isso fez com que o atleta analisasse e moldasse sua vida.

 

Fonte: Globo Esporte

 

Hoje, livre do álcool, ele se mostra feliz e grato pelas oportunidades que teve em sua vida, pois foram elas que o tornaram um exemplo a ser seguido nesse mundo da bola, mesmo ele não se sentindo à vontade para falar sobre os erros do passado.

 

Homenagem da torcida do ASA

Fonte: Blog Última Divisão

 

Obrigada por honrar nosso manto, Ciel. Obrigada por ter honrado o titulo de ídolo no nosso tempo de auge. Espero um dia te ver novamente defendendo nossas cores, defendendo nosso tão amado ASA GIGANTE, que você possa um dia voltar a trazer um brilho a esse clube que vem sendo tão maltratado, que vem tão calejado. Mas nossa história nunca acabará, assim como você deu sua volta por cima, o FANTASMA também dará.

 

Por Arielly Soares, torcedora do ASA GIGANTE