O Palmeiras, ainda embalado pela goleada, promete parar o trem que vem de Araraquara. Vinte depois, o Allianz Parque, será o palco do reencontro.

(Imagem: Palmeiras/Site Oficial)

A sétima rodada do Paulistão, tem cara de saudosismo para torcedores de Palmeiras e Ferroviária. Isso porque o último confronto entre as duas equipes, foi em Abril de 1996, há vinte anos. Na ocasião o Verdão goleou o adversário por 5x1.

A tradicional equipe interiorana tem uma história marcada por muitas glórias, mas também, muito revés. Dos tempos áureos à decadência, a Locomotiva, como é chamada por seus torcedores, tem na bagagem, boas participações na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro, mas também, carrega os dezenove longos e amargos anos na série A2 do Paulista.

A atual equipe que enfrentará o Palmeiras amanhã vem de um empate contra o Corinthians e uma derrota contra o Ituano, que afastou a liderança no grupo C, por isso, o técnico Sérgio Vieira, precisa vencer na capital.

O Verdão, que respira mais aliviado, depois de golear o XV de Piracicaba na última quinta-feira, quer vencer para manter não apenas a liderança do seu grupo, mas também, a confiança da torcida, que viu no jogo passado, uma possibilidade real do time engrenar.

Foi dentro dessa perspectiva, que o técnico Marcelo Oliveira, treinou e escalou o seu time. Os jogadores que entraram em campo no jogo passado, não serão poupados, mas fizeram apenas um trabalho de fortalecimento muscular, já que o próximo jogo do Verdão é o importantíssimo confronto com o Rosário Central, pela Libertadores da América. A agenda apertada traz um desgaste físico intenso e exige cuidados especiais e muita atenção para esse aspecto.

Depois da sonora e tão esperada vitória, alguns jogadores se pronunciaram, dizendo que o elenco está unido e "fecha" com o treinador, negando rumores de que havia algum tipo de "racha" nos bastidores, o que foi confirmado pelo professor Oliveira, em entrevista coletiva com a imprensa. Depois de afirmar que o clima interno é de comprometimento de toda a equipe, ele analisou o momento atual: "Não podemos trazer abatimento quando as coisas não vêm, assim como não podemos nos empolgar muito quando as coisas vêm".

Os vinte e um jogadores relacionados são, os goleiros: Fernando Prass e Vagner, os zagueiros: Roger Carvalho, Vitor Hugo e Thiago Martins, na lateral: Egídio, Lucas e Zé Roberto, os volantes: Matheus Sales, Arouca, Thiago Santos e Jean, os meias: Allione, Robinho e Régis e no ataque: Alecsandro, Dudu, Gabriel Jesus, Erik, Cristaldo e Rafael Marques.

O Palmeiras fará os próximos jogos em casa, o que é visto como uma grande vantagem, esse fator e a recente vitória na última rodada, é a possibilidade que o time tem de consolidar o trabalho que vem sendo feito e trazer mais estabilidade, além de mostrar todo o seu potencial. Com o espírito de equipe dentro e fora de campo, os jogadores dizem que esse momento de consolidação está muito perto de chegar e fizeram um pedido à sua torcida: paciência.

A torcida, que sempre apoia incondicionalmente o seu time do coração, está no mesmo espírito e disse 'sim' ao pedido dos jogadores. Nesse domingo vai lotar mais uma vez a sua casa de verde, branco e muita alegria.

O Verdão que parece ter voltado aos trilhos, promete aproveitar o embalo para parar o trem que vem do interior, mostrando que quem manda nessa longa estrada histórica, é o Glorioso Alviverde Imponente.

Alê Moitas