O QUE ESPERAR DO GRÊMIO QUE RETORNOU (COM DERROTA) DO MÉXICO?

Complicada. Assim pode se definir a semana da torcida gremista a partir da madrugada da última quinta-feira (18/02). O amanhecer após a tão esperada estreia do Grêmio na Libertadores veio com os mais variados tipos de sentimento para seu torcedor, mas dois foram destaque: o cansaço e a frustração (e isso a autora do presente texto pode afirmar com convicção, pois sentiu na pele o reflexo desse jogo).

A torcida Tricolor fez seu papel. Independente dos compromissos do dia seguinte, muitos foram os gremistas que aguentaram firme até a meia-noite para acompanhar seu time no início da trajetória no campeonato continental contra o Toluca, no México. O que se sabia era que o adversário era acostumado a abusar do ataque pela bola aérea, e foi exatamente isso que ele fez. Desde o início da partida, os mexicanos tiveram muitas chegadas de ataque cruzando pelo alto. As laterais gremistas estavam de portas abertas permitindo tais investidas. Porém, aos 36 minutos do primeiro tempo, um desentendimento entre o Tricolor Douglas e Velasco resultou na expulsão do jogador do Toluca. O mandante da noite também viu seu técnico José Pepe Cardozo ser expulso antes da volta para a segunda etapa.

Os gremistas que acompanhavam a partida estavam cansados quando o relógio marcava mais de uma da madrugada, momento no qual iniciaria o segundo tempo. O Grêmio não havia feito um primeiro tempo bom, mas também não tão ruim, e a vantagem no número de jogadores deu um ânimo à torcida capaz de espantar os sinais de sono que naturalmente vieram. Entretanto, a expectativa deu lugar à decepção logo no primeiro minuto da etapa complementar: Em mais um espaço conquistado pela lateral, o Toluca abriu o placar após cruzamento e finalização de Triverio. Esse mesmo jogador ainda marcaria o segundo gol do jogo, ao cobrar pênalti cometido por Geromel.

Fonte: Lucas Uebel /Grêmio Divulgação

É difícil encontrar no passado recente uma atuação tão ruim do Grêmio quanto a dessa estreia. É difícil definir exatamente o que mais incomodou o torcedor. Mesmo atrás no placar, o time de Porto Alegre pouco mostrou de iniciativa de ir em busca do ataque e, quando esboçava tais tentativas, era eficazmente bloqueado pela defesa fechada dos mexicanos. A vantagem no número de atletas por mais da metade do jogo é outra questão que faz a aceitação pelo resultado ficar ainda mais difícil. Talvez tenha sido a altitude, o nervosismo, a boa atuação adversária, entre outros fatores. Mas o que mais incomodou mesmo o torcedor foi a postura Tricolor, uma postura que não condiz com uma equipe que jogou em 2015 para chegar de forma surpreendente em uma Libertadores. E o torcedor tem o direito de se sentir incomodado, após passar por uma quinta-feira sentindo-se cansado, além de frustrado.

5º RODADA DO GAUCHÃO

De volta aos compromissos em território Gaúcho, o Grêmio enfrenta nesse domingo, às 17 horas, em casa, a equipe do Novo Hamburgo. O jogo é válido pela 5º rodada do Campeonato Gaúcho e é a oportunidade da equipe gremista se reconciliar com sua torcida após duas derrotas seguidas (o Grêmio também havia perdido para o São José na Arena antes da viagem ao México).

Em relação ao time que enfrentou o Toluca, a mudança que provavelmente ocorrerá será a entrada de Henrique Almeida já no time titular. O volante Maicon apresentou dores no tornozelo e fica fora da partida, dando lugar o jogador que já atuou contra São José e Toluca entrando no segundo tempo. Dessa forma, o Grêmio entra em campo com um esquema de jogo no qual há o homem de referência no ataque, uma vez que Luan recuaria para uma linha que quatro jogadores de meio-campo.

Fonte: Lucas Uebel /Grêmio Divulgação

A equipe titular gremista para o jogo contra o Novo Hamburgo deverá contar com: Marcelo Grohe, Wallace Oliveira, Geromel, Fred, Marcelo Oliveira, Edinho, Douglas, Giuliano, Everton, Luan e Henrique Almeida. A arbitragem desse jogo ficará por conta de Daniel Soder, com os auxiliares Leirson Peng Martins e Alduino Mocelin. O adversário do Grêmio na tarde desse domingo vem de uma derrota para o São Paulo de Rio Grande e ocupa a oitava posição na classificação do Gauchão.

Além da busca por mais uma vitória no Gauchão, a partida da tarde desse domingo será uma oportunidade do Tricolor Gaúcho fazer as pazes com sua torcida, que não deixa de lhe apoiar em momento algum. Mesmo com alguns tropeços e vacilos da equipe, a ideia é continuar apoiando o time, até mesmo na forma de cobrança.

Cintia Menzono