O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM O CORITIBA?

 

Após uma excelente vitória sobre o Avaí fora de casa por 4x1, o Coritiba tinha dessa vez, a missão de vencer em casa , dessa vez contra o Fluminense.

 

 

Foto: site oficial do Coritiba.


 

A vitória tão esperada pela torcida que compareceu no estádio para apoiar o time não veio, uma derrota por 2x1 impediu que o Coritiba terminasse a noite em 6° lugar, no fim da rodada, dependendo do resultado entre Botafogo x Sport em 7° lugar. Com isso hoje ocupamos a 12° colocação, para quem no início do campeonato brigava em terceiro e quarto lugar, é uma queda dolorosa que deixa a torcida se perguntando, o que aconteceu? Alguns culpam o técnico que mesmo errando, procurou dar seu "jeito" no time. A lateral direita já foi tentada com três jogadores e vimos que apesar dos erros, Dodô é e tem que ser titular. A zaga de ontem com W. Maia e Luizão pareceu não dar certo, mas com as ausências de Werley e Márcio eram as nossas opções, lembrando que nossa defesa chegou a ser a melhor do campeonato. O ataque que, vinha sido repetido foi mudado também, na rodada passada funcionou muito bem, nessa, com Henrique Almeida, Rildo e Neto Berola foi uma tentativa, já que não podemos contar com Kléber, que pegou gancho de 12 jogos. Henrique Almeida errou um pênalti, indiscutível, não bateu bem e mandou a bola para arquibancada. No meio temos a perda do Alan Santos por lesão, mesmo assim, Jonas procura substituir, tem raça e vai atrás da bola. Talvez o maior culpado não seja o técnico, e sim o conjunto da obra, que inclui diretoria e dirigentes.

 

Após os gols, o time caiu de rendimento, pareceu estar nervoso, apático, no fim do primeiro tempo Henrique Almeida tentou se redimir e fez o gol do Coxa, o atacante não comemorou. No segundo tempo o Coxa tentou mas não conseguiu, Alecsandro quando entrou, mostrou força de vontade e quase empatou a partida, porém, o Fluminense contava com Júlio César que impediu. Talvez seja a hora de rever o conceito do Alecsandro, não está dando certo com um, tenta o outro, são nossas opções já que Keirrison e Baumjohann ainda não estrearam.

 

O time saiu de campo com as vaias do seu torcedor e com alguns gritos de "Fora Pachequinho" que talvez não seja o maior culpado pela derrota. Matheus Galdezani após a partida disse que a culpa não era do treinador e sim da equipe que não vem se apresentando bem. Técnico não faz gol, muito menos bate pênaltis, precisamos rever nossos conceitos, será que a saída do Pachequinho trará vitórias ao Alto da Glória? Não sabemos quem assumirá, pode ser qualquer um e pode acontecer da situação piorar.

 

O Coritiba vem acumulando empates e derrotas, é nítido que o time ficou dependente do Kléber e isso não pode acontecer, como não pode acontecer derrotas como essa dentro de casa. Não adianta jogar bem e perder, não adianta falar em trabalho e chegar na hora e não trabalharem.

 

É de se lamentar, a torcida está no seu direito de ficar chateada, nosso dever é cobrar, apoiar e exigir, foi imposto a nós essa missão e assim vai ser, mas dentro de campo precisamos que pensem nessa torcida, a mesma que vaia é a mesma que espera melhoras, que torce para que esse ano seja diferente dos demais, o Coritiba tem potencial para brigar por coisas melhores, basta buscar as vitórias, vitórias essas que tem nos escapado fácil.

 

Pensamos que a partida poderia ter tomado outro rumo se o Henrique tivesse feito o gol de pênalti, pensamos vários porém, mas a verdade é que estamos sem vencer dentro de casa, perdendo pontos importantes, a última vitória foi contra o Palmeiras, após isso acumulamos empates e uma vergonhosa derrota pro Sport.

 

Nosso sentimento é de tristeza, mas agora temos dois desafios fora de casa, dessa vez contra a Ponte Preta que vem de duas derrotas seguidas e quer vencer para subir na tabela. O jogo da sequência é contra o Flamengo, time que vem bem no campeonato e briga entre os quatro primeiros da tabela. Sabemos da dificuldade que temos pela frente, mas nada é impossível, com garra o time tem que buscar esses pontos perdidos em casa, fora, e a nós cabe torcer, torcer para que dias melhores venham, não queremos brigar (novamente) na parte baixa da tabela, queremos o mesmo time do começo do ano, que brigava lá em cima. Se não é nós com o Coritiba, quem será?


 

 

Coritiba 1x2 Fluminense

Local: Couto Pereira - Curitiba - PR

Data: 16/07/2017

Horário: 19:00h

 

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho - SP (CBF)

Assistentes: Danilo Ricardo Simone Manis - SP (FIFA) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa - SP (CBF)

Quarto Árbitro: Gustavo Rodrigues de Oliveira - SP (CBF)

Coritiba: Wilson, Rodrigo Ramos (Dodô), Walisson Maia (Thalisson Kelven), Luizão, William Matheus, Jonas, Matheus Galdezani, Anderson, Neto Berola (Alecsandro), Rildo e Henrique Almeida

Técnico: Pachequinho

Banco: William Menezes, Dodô, Henrique, Thalisson Kelven, Thiago Carleto, Edinho, Vitor Carvalho, Yan Sasse, Tomas Bastos, Filigrana e Alecsandro

Fluminense: Julio Cesar, Lucas, Reginaldo (Frazan), Nogueira (Renato ), Léo , Orejuela, Marlon Freitas, Wendel , Gustavo Scarpa, Richarlison e Pedro (Marcos Jr)

Técnico: Abel Braga

Banco: Diego Cavalieri , Frazan, Renato , Robert , Matheus Norton, Peu , Marcos Calazans, Marcos Jr e Lucas Fernandes

Gols:

Richarlison (Fluminense) - aos 31 minuto(s) do 1º Tempo

Léo (Fluminense) - aos 37 minuto(s) do 1º Tempo

Henrique Almeida (Coritiba) - aos 46 minuto(s) do 1º Tempo

Cartões:

Amarelos: Orejuela (Fluminense), Lucas (Fluminense), Matheus Galdezani (Coritiba), Renato (Fluminense), Henrique Almeida (Coritiba), Pedro (Fluminense), Luizão (Coritiba), Alecsandro (Coritiba)

Vermelhos: Não houve

Público Pagante: 10.845

Público Total: 11.686

NÃO PARE DE LUTAR!

POR: PATRÍCIA MORO.