O que houve com o Flamengo?

Essa é a pergunta! Sei que muitos vão discordar da minha opinião, mas vendo o Clube de Regatas do Flamengo, de um modo geral, levando em consideração vitórias, derrotas, receita, diretoria, demissões, trocas, contratações, o time era pra estar brigando pelo título agarrado ao bendito G4. Sei que o futebol é o esporte mais improvável da face da terra, já entendi isso vivendo suas emoções literalmente na pele, mas esmiuçando alguns desses fatores citados acima, é de se entender a minha conclusão. 

  •  Vitórias e derrotas: O time começou o ano vencendo o triangular amistoso 'Super Series', que contava com Vasco e São Paulo, a confiança foi lá no céu, na pré temporada gritamos É CAMPEÃO, era esse nosso ano,  mas no Carioca... fazíamos uma boa campanha até sermos eliminados na semi final pelo maior rival (doeu do mesmo jeito que dói quando batemos o dedo mindinho na quina do sofá) até que então, começou o campeonato mais esperado do ano, o sagrado Brasileirão, e aí? O fantasma do 'brigando pra não cair' reapareceu, seria mais um ano assim? Confesso que como torcedora, não acreditava no rebaixamento mas achava que mais uma vez lutaríamos apenas pra não descer, até que (...) embalamos um sequência de 6, SEIS, isso mesmo, 1, 2, 3, 4, 5, SEIS, 3 mais 3 dá quanto? isso, 6, seis vitórias e chegamos naquele lindo do G4, que cá entre nós, fazia um bom tempo que a gente não se encontrava, infelizmente a metade de 6 é 3, e com apenas a metade do número de vitórias sendo derrotas, demos um até logo ao G4, sem contar a triste história da Copa do Brasil e da Taça Guanabara, que  não vou contar mesmo porque é mais triste que Rei Leão. Enfim, entre trancos e barrancos, o Flamengo disputou 57 partidas, venceu 32, empatou 9, e perdeu 16 vezes, sei que muita gente não é boa em matemática (tamujuntobondedehumanas), mas fazendo as contas desse retrospecto, vencemos muitos mais, o dobro na verdade.
  • Diretoria: Eu simplesmente morro de amores por essa diretoria, eu não tenho ideia de como, mas ela salvou uma o Flamengo de uma crise que se arrastava a anos e querendo ou não, nos levou ao G4, isso é fato. Não querendo fazer propagando política, mas no final do ano teremos eleições e só quem realmente não acompanha o time pensa em mudar. É visível como o clube todo mudou e pra melhor, quer um exemplo? Pagando salário em dia! Você sabe o que é isso? No Flamengo? Tem noção? Salário em dia sim e se reclamar tem décimo terceiro, décimo quarto, décimo quinto e trigésimo salário.
  • Demissões, trocas e contratações: No começo do ano nos despedimos de alguns jogadores, por exemplo, Chicão, que não fez falta nenhuma, como diz o filósofo Tiririca: pior do que tá, não fica. Demos tchau pra Arthur e Mattheus que Deus os deixem bem longe do meu time, amém. Perdemos com uma incurável do o nosso monstro da lateral, o capitão Léo Moura (toca see you again, por favor) e recebemos Bressan e Pará, que vieram do Grêmio; o zagueiro nós já devolvemos porque a mercadoria veio com defeito e lateral está se adaptando (bem lentamente) ao time. Agora chega de falar de coisa ruim porque ACABOU O CAÔ, O GUERRERO CHEGOU, O EMERSON CHEGOU, O EDERSON CHEGOU, O KAYKE CHEGOU, O HEPTA CHEGOU, A LIBERTADORES CHEGOU, me empolguei, lance normal, segue o jogo.

Dentre tudo que citei, só consigo ver as coisas boas se sobressaindo sobre as ruins, torcida lotando os estádios em todos os lugares do Brasil, e por que esse estacionamento no tempo? Um time tão grande, de tanta história, com quase 120 anos de tradição, que conquistou a última Copa do Brasil com um time que não tinha nem metade da técnica que o atual tem. Eliminados por um time que está  a não sei quantas rodadas morando no Z4, levando freguesia... eu quero entender! Depois de um ano horrível como 2014, brigar pelo hepta e pela Libertadores era obrigação, mas nesse vai e vem, só o nosso amor incondicional pra passar por cima dessa dúvida: O que houve com o Flamengo?

 

Bárbara Lima