O QUE SERÁ DE NÓS AGORA?

"Coritiba x Chapecoense pela 5° rodada do Campeonato Brasileiro" (Foto: Coritiba Oficial)

“Põe aí mais uma derrota na conta do Gilson Kleina, ou melhor, na dos jogadores, não, põe ai na conta da diretoria, pensando melhor…põe na conta de todo mundo!”

A noite desta quarta feira (01) não terminou nada bem para a equipe Coxa Branca que recebeu a Chapecoense, na Vila Capanema, ás 21h00 (horário de Brasília). Junto com a derrota, vem também a indignação de uma péssima arbitragem que, mais uma vez prejudicou o Coritiba, que novamente, começou ganhando o jogo mas não soube se segurar e perder pelo placar de 4x3.

Rafael Marques abriu o placar aos 9 minutos, o que parecia ótimo, começou a se perder no caminho, igual ao time Coxa Branca, que na sequência abriu espaços para a Chapecoense crescer no jogo. Aos 23 minutos, Juninho derrubou Bruno Rangel na área e o juiz marcou pênalti, o próprio Bruno Rangel bateu e empatou a partida. Quando o jogo estava mais equilibrado, em disputa na área, Marcelo tentou dar uma bicicleta e atingiu Rafael Marques, inexplicavelmente, o árbitro marcou outro pênalti pra Chapecoense, um lance até difícil que o senhor Pablo dos Santos Alves errou feio.

O empate do Coxa saiu aos 21 minutos do segundo tempo com Ortega, que estava substituindo Kléber. Após o empate o Coxa bem que tentou pressionar a Chapecoense, mas, era o dia de Bruno Rangel que virou novamente a partida. Em contra ataque, Lucas Gomes tocou por cobertura, tirando o goleiro Wilson da jogada e marcando o quarto gol da Chapecoense. 

No final da partida, Juninho ainda descontou para o Coxa,4x3, mas foi o último lance da partida que se encerrou com vitória do time Catarinense.

ADEUS, GILSON KLEINA!

Já era esperado que com a derrota o técnico Gilson Kleina fosse mandado embora, após o jogo, foi concedida uma entrevista com o técnico e o vice presidente do Coxa.

“O presidente me ligou e disse que o Coritiba é grande o suficiente e que não demite treinador em vestiário. Você tem que ter respeito pelo homem e profissional Gilson Kleina. Quem nos procurou foi o Gilson, que disse, 'Doutor, pela situação de pressão que os jogadores estão sofrendo, eu sei que chegou o meu momento e os resultados não vieram'. Mas quem vai falar com Kleina amanhã sou eu, o presidente e os outros vices” afirmou Macedo em entrevista.

“Independentemente da minha continuidade ou não, é um trabalho que tem que continuar. Peço que os membros da comissão técnica não mudem o conceito. O Coritiba está no caminho certo. Tem muita coisa boa que foi feita e que em momento algum posso sair de cabeça baixa. Sei que o torcedor está magoado, mas peço para que apoie o clube, comigo ou não, que este time vai conseguir reverter esta situação” disse Kleina.

A decisão ainda não foi tomada, o aguardo é da chegada do presidente Rogério Bacellar de Brasilía, hoje, quinta feira (02) para oficializar (ou não) a saída do técnico Gilson Kleina.

Está uma situação insustentável na equipe, a torcida fez protestos ontem ao fim da partida pedindo pela saída do treinador. Esperamos agora, o que o senhor presidente irá decidir, mas, dependendo de sua decisão, a torcida Coxa Branca está entristecida com o que vem acontecendo no clube nos últimos anos. 

O Coritiba é gigante o suficiente e não precisa passar por isso, estamos nas mãos de maus gestores. O clube não está no caminho certo desde a final do Paranaense! Ou acordamos agora, que ainda é cedo, ou vamos acabar como em todos os anos, lutando para não cair.

HONREM O CORITIBA!

Patrícia Moro