O Santa que nos perdoe, mas precisamos vencer!

Uma partida crucial está marcada para o próximo sábado (29) às 18:30 no Gigante Estádio Beira - Rio e nela estarão Inter (15° colocado) × Santa Cruz (20° colocado), pela 33° rodada do Brasileirão.

 

Facebook Oficial Internacional

 

Jogo que nenhum colorado aceitará um resultado negativo, não pode haver desperdício, erros, lamentações ou choro. Os torcedores aceitarão apenas lágrimas que sejam de alegria, vitória e alívio.

Não há dúvida alguma que já estamos contando com esses 3 pontos em casa (claro com pé no chão e respeito ao adversário), afinal deixamos a semifinal da Copa do Brasil de lado, jogando com time misto, para entrar com força total em campo contra o Santinha, uma derrota pode descambar toda esperança colorada. Nada mais importa para o Inter a não ser a permanência na série A, trata-se de uma questão de honra e orgulho.

A tendência é que o colorado entre em campo contra a equipe pernambucana com: Danilo Fernandes, Ceará, Paulão, Ernando e Géferson; Fabinho, Eduardo H., Willian, Alex e Sasha; Vitinho.

 

Facebook Oficial Internacional

 

Apesar de Seijas ter o apoio e admiração dos torcedores que acreditam no erro do técnico ao não escalá-lo para a titularidade no time, o argentino mais uma vez começará a partida no banco. Sobre esse assunto Celso Roth dispara em entrevista coletiva:

"Ele ainda vai ajudar muito. Pode acalmar o pessoal que é apaixonado pelo Seijas. Nós também somos".

Sobre o adversário podemos esperar um jogo nada fácil, a novidade será a entrada de Léo Moura pela lateral direita.

Provável escalação: Tiago Cardoso; Vítor, Neris, Luan Peres e Roberto; Jadson, Derley, João Paulo e Leo Moura, Keno e Grafite.

A arbitragem ficará por conta de Wilton Pereira Sampaio (GO) auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Fabiano da Silva Ramires (ES).

Após esse confronto, o Internacional vai à Belo Horizonte enfrentar o Atlético MG na partida de volta da semifinal pela Copa do Brasil, na próxima quarta - feira, às 21h45min, no estádio Independência.

Alice Bernardo, Inter não te abandonarei!