O SENTIMENTO NÃO PODE PARAR!

Foto: netvasco

Tudo começou na Copa do Mundo de 94, mesmo ainda criança e sem entender muito bem sobre futebol, não perdia um jogo do Brasil, amava ver o Bebeto e Romário jogarem. Desde então foi o momento de decidir qual seria o meu time do coração, sem influência nenhuma, já que meus pais não se importavam com futebol e nunca tiveram essa paixão. Escolhi o Vasco da Gama, mesmo sendo mineira. 

Foram anos de alegrias, outros de tristezas. Tenho dois momentos que foram bem marcantes, aquela virada épica contra o Palmeiras na Mercosul em 2000, e a conquista da Copa do Brasil em 2011.

Mesmo não possuindo TV por assinatura, não perdia um jogo sequer do Vasco, era ouvinte assídua da Rádio Tupi. Meu maior sonho é ver o Vasco jogar, por morar longe do RJ, nunca tive essa oportunidade. Vi grandes craques passarem por esse time, como vi jogadores que não teriam a mínima condição de vestir essa camisa de tantas glórias.

Na primeira queda para a série B eu chorei muito, nas outras duas me entristeci, mas nunca abandonei esse time que amo de todo o meu coração. Sei que virão coisas boas, mais títulos, mais alegrias, talvez tristezas, em todas elas estaria aqui até o fim. Tenho um imenso orgulho de fazer parte dessa torcida, desse gigante que tem uma das histórias mais lindas do mundo. Para finalizar, o sentimento não pode parar.

 

Texto Aniele, Vasco