O tabu de 22 anos permanece!

Grêmio vence por 1 a 0 e agrava crise no Flamengo

 

  Em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro Flamengo enfrentou o Grêmio, tentando quebrar o tabu de 22 anos sem vencer o tricolor gaúcho, no sul. Com erro de marcação o Rubro Negro perdeu a partida e amargou sua primeira derrota na competição

 

foto: gazetapress


 

  Com Muricy afastado por problemas de saúde, Jayme de Almeida comandou o Fla a beira do gramado, e fez algumas mudanças: Márcio Araújo e Gabriel no lugar de William Arão e Mancuello.

  O Flamengo até começou bem a partida, com boa troca de passes no meio campo, porém não conseguia chegar na grande área adversaria, e ameaçar Grohe. Muitos cruzamentos visavam Guerrero, que bem marcado, não conseguia concluir, restava tentar atacar com Alan Patrick, porém sem ter o último passe,  ou ao menos o chute para o gol, o rubro negro não conseguia abrir o placar.

  O time da casa reagiu, e o só não abriu o placar por causa do milagreiro, Paulo Vitor, que com defesas cruciais manteve o 0x0 no tempo inicial.

  O Flamengo tentou e em certos momentos da partida foi melhor que o Grêmio, Rodinei pelas laterais, e até Márcio Araújo foram bem, mas faltava algo para o Flamengo conseguir chegar ao gol. Guerrero isolado, e o time sem esquema ofensivo, perdeu a melhor chance da partida. Rodinei cruzou para o peruano, mas atacante adiantado não completou o cabeceio.

 

Segundo tempo, mesmos erros

 

  Início da etapa final, o Grêmio voltou com vontade e atacava o Flamengo, após ser vaiado no término do primeiro tempo. Com Luan aos 3 minutos em chute a queima roupa, outra bela defesa, e aos 6 minutos foi a vez de Guiliano trazer perigo ao gol do Fla.

O tricolor gaúcho pressionava e o Flamengo não conseguia sair jogando, e em nova falha da defesa, problema crônico que se instalou no Flamengo, gol de Fred, Léo Duarte não acompanhou e zagueiro tricolor subiu sozinho, 1 a 0 Grêmio. A essa altura Jayme chama Éderson, Cirino e Arão. A entrada dos mesmos não agregou no jogo do Fla.

  O Fla não chegava à área e quando chegava, não levava perigo. Jogo se arrastava quando aos 44 do segundo tempo Alan Patrick faz vela jogada pela esquerda e chuta rente a trave, quase que Marcelo Grohe leva um gol bizarro, mas a bola corre sobre a linha do gol. Mesmo com as substituições o Fla só conseguiu chegar de fato ao gol de Grohe a partir dos 40 do segundo tempo. Já nos acréscimos, Guerrero marcou. Mas estava impedido. Fim de jogo! Não deu, o jeito é arrumar as malas e voltar para o Rio.

Após a partida o nosso  salvador Paulo Vitor, disse:

 

" Difícil porque isso acaba afetando dentro do campo. Não estamos fazendo por merecer. Todos temos que assumir essa responsabilidade. É um momento difícil e tenho que agradecer a torcida do Flamengo, que veio apoiar. Estamos devendo muito, juntos (jogadores e torcida) podemos sair dessa."

 

  Uma declaração digna de um goleiro que veste e honra o manto, o melhor em campo. Com a derrota Fla despencou para o 12° lugar. Presidente Manuel Bandeira adiou viagem e já declarou que haverá mudanças na Gávea.

 Próximo desafio é contra a Chapecoense, é erguer a cabeça que o campeonato só começou. E que volte a grandeza do clube mais querido do país.


Por Ingrid Souza