Ole Ole Ole, Pipa... Pipa

 

(Foto: @bocajrsoficial)

 

Tarde de sol, primeiro jogo em casa do ano, estádio lotado... um prato cheio para nossa vitória, com direito a língua de fora de Pipa...

 

(Foto: @bocajrsoficial)

 

Há quanto tempo eu não escrevia um pós jogo falando de segunda vitória consecutiva? Há quanto tempo o time dava osciladas e me fazia passar umas raivas básicas na hora de escrever? Pois bem, acho que as boas já estão chegando e daqui para frente será sorriso atrás de sorriso.

 

Já passou do tempo onde em determinados jogos sabíamos que a equipe venceria com vários gols de vantagem e com muita facilidade. Hoje em dia os adversários entram com uma postura diferente quando o jogo é na nossa casa. Uns vêm para se defender, outros se lançam ao ataque e outros ficam de tocaia, só esperando um vacilo.

Jogando em casa pela primeira vez neste ano, el Xeneize recebeu o Godoy Cruz, pela 17a rodada da Superliga Argentina e quem diria, nos deu um certo trabalho no decorrer da partida, fazendo a gente levar uns bons sustos, mas, temos Esteban Andrada, que quando é solicitado, dá conta do recado.

 

Durante a partida pôde-se observar erros na marcação, erros na troca de passe, por sorte erros esses que não resultaram em tragédia para nós. O primeiro tempo terminou com o placar de 1x0 para o Xeneize. O gol foi marcado por Pipa Benedetto, que comemorou de sua maneira divertida, mostrando a língua ( Saca la lengua Pipa). Após o gol, o Godoy se lançou ao ataque, e nos levou perigo em pelo menos três oportunidades.  Na primeira delas, González pegou a sobra de bola, e no mano a mano com Andrada, o nosso arqueiro mandou a bola para escanteio. Com a bola alçada na área, García cabeceou, e outra vez Esteban estava lá e evitou o gol.

Os visitantes ainda tiveram outra chance de tentar o empate com Sosa, que arriscou o chute e, para nossa sorte e alegria, a bola bateu na trave. Nessa hora o coração quase saiu pela boca e ainda bem que chegou o intervalo.

Segundo tempo também foi bastante movimentado, onde logo que começou vimos Pavón chegando com grande perigo e arriscando um chute venenoso, que Ramírez desviou para escanteio. Como tudo oscilava, era lá e cá, o próximo lance de perigo foi dos visitantes. González ( ele de novo), furou nosso bloqueio e chegou na área, chutou,mas Andrada, com segurança, defendeu.

Temos ao nosso dispor excelentes jogadores, que quando resolvem fazer jogadas individuais, ou levam muito perigo ou acertam o alvo. Pipa, em um momento mágico, fez uma jogada lindíssima, chegou na área, mas a bola caprichosamente passou raspando a trave. E depois de tanta insistência, chegou a hora de cortar a garganta do Godoy e acabar com suas esperanças.

Na bola parada, nosso querido Mauro Zárate marcou um baita golaço, aço, aço, aço. Mau veio do banco, para causar estragos e destruir com a estratégia adversária. A entrada dele na partida foi simplesmente espetacular, coroando assim nossa linda vitória, a primeira na nossa casa nesse novo ano.

 

(Foto: @bocajrsoficial)

 

Lisandro, que estreou com a nossa gloriosa azul y oro, falou sobre a emoção de estar ali:

-Senti sensações lindas e positivas. Por um momento me detive, me virei e desfrutei mais do que tudo. Não era só olhar para eles, mas também escutá-los. Estou feliz demais de vir ao Boca.

 

E quem é que não se admira com a nossa torcida? Nós somos demais!

 

Tio Alfaro também fez um comentário sobre essa vitória:

- A gente tinha o pacto de ganhar o primeiro jogo do ano em casa, com a nossa gente.

 

Pacto feito e cumprido.  Coisa linda de ver.

 

Vários foram os pontos positivos dos jogadores no jogo. Pipa e Mauro jogando de uma maneira intimidadora, Lisandro López estreou muito bem compondo a zaga junto a Izquierdoz, Buffarini também foi muito bem na partida e claro, Esteban Andrada mostrou mais uma vez o porque é o titular da meta Xeneize.

Que o ritmo intenso e essa melhora seja cada vez mais gradativa, para que tudo volte a ser como era antes.

 

Las buenas ya van a venir

 

Por Adriene Domingos, xeneize fanática.