OPERÁRIO VOLTA A CAMPO PELO PARANAENSE

 

(Foto: José Tramontin)

 

Primeiramente, essa colunista/torcedora não concorda com o retorno do futebol. Estamos em meio a uma pandemia, os mortos se acumulam diariamente e Ponta Grossa segue em ritmo crescente do número de infectados, com pelo menos uma morte a cada três dias. Para piorar, o Paraná está com pico crescente de casos, Curitiba tem mais de 90% (noventa por cento) dos leitos ocupados, mais de trezentos casos confirmados por dia, por isso, NÃO FAZ O MENOR SENTIDO a Secretaria Estadual de Saúde permitir o retorno das competições esportivas.

Além do absurdo que é o retorno de qualquer atividade, já que o sensato seria decretar o fechamento total do estado (lockdown), o Campeonato Paranaense retorna neste final de semana como se nada estivesse acontecendo. Desta forma, o Operário viaja até Cianorte para enfrentar o time da casa no sábado (18), às 16 horas, pelas quartas de final da competição. 

O jogo por si só já era perigoso, viajar para outra cidade em um ônibus com todos fechados por mais de 2 horas aumentava a tensão. Mas aí vem a cereja do bolo, o diretor do Operário Ferroviário confirmou na manhã desta sexta (17), que o técnico Gerson Gusmão e o supervisor de futebol Tiago Alencar testaram positivo para o COVID.

Gersinho comandou os treinos durante a semana inteira, teve contato com todos os atletas. Mesmo que não haja mais confirmados no elenco, podemos ter os testes “falsos negativos”, que só testarão positivo após 10 dias do contágio. Jogar sob essas condições beira a loucura. Irão expor ao risco de contágio todo o elenco do Fantasma, o time do Cianorte e os membros da arbitragem, mas aparentemente todos estão dispostos a correr esse risco.

Além de toda a situação causada pelo Coronavírus, o Operário dispensou o atleta Régis Potiguar e também não pode contar com o meia Cleyton, que foi suspenso preventivamente pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem, que apura eventual infração ao artigo 9º. do Código Brasileiro Antidopagem.

Até o presente momento, o jogo segue confirmado. O time deverá ser dirigido pelo auxiliar Diego Albrecht e enfrentará o Cianorte no sábado (18), às 16hrs, no Albino Turbay, na cidade do Cianorte.

Não se sabe como será a escalação do time. Cabe ressaltar que tanto o Operário, como o Cianorte foram os únicos times que não precisaram parar sua preparação para o paranaense.

O mínimo que o torcedor esperava era o cancelamento da rodada, mas já que teremos jogos, que o OFEC consiga a vitória e volte para Ponta Grossa com um pé nas semifinais do estadual.

Avante Fantasma!

 

Por Kamila Padilha, colunista do Operário Ferroviário

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.