Os deuses do futebol estão com a gente!

Não foi um belo jogo, foi difícil, foi no sufoco, mas foram 3 pontos e a certeza que não precisa jogar bonito para ganhar, principalmente quando os deuses do futebol estão com a gente!

 

Fonte: Palmeiras Oficial

 

Palmeiras foi a Recife encarar o Santa Cruz, time que está na parte de baixo da tabela e lutando com todas as suas forças para não cair. Se você pensa que jogo duro são só os grandes clássicos, nunca deve ter visto a luta dos clubes para não caírem de divisão. O mandante não entrou em campo intimidado e duelou com o Palmeiras de igual pra igual.

O jogo do Santa meteu medo em muito palmeirense. Agora que o jogo passou e garantimos os três pontos podemos falar tranquilamente sobre isso. O medo se justifica com as bobeadas que o Palmeiras gosta de dar com times menores e que estão na parte baixa da classificação. Por isso, era o sentimento não dito, mas todo palmeirense no fundo estava com medo.

 

https://scontent.fcgh17-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14572265_10154569499329467_3832948765439827784_n.jpg?oh=3d5fd6b229ba0cc9e951011796800690&oe=5878AB73

Fonte: Palmeiras Oficial

 

O primeiro tempo demonstrou uma superioridade palmeirense, adiantando a marcação e sufocando os tentos do tricolor do arruda. Com maior posse de bola e criação das jogadas, o Palmeiras chegou ao gol (e que golaço!!!) do veterano Zé Roberto com direito a cavadinha. O veterano, aliás, teve função diferente nesta partida, foi deslocado para o meio campo, substituindo Gabriel, para atuar com Tchê Tchê e Moisés.

Mas a equipe que dominou o primeiro tempo pareceu não retornar a campo para a segunda etapa. Cochilo dos visitantes que deixou o Santa Cruz chegar ao gol de empate.

Só que Cuca sempre faz substituições predestinadas e mais uma vez foi a dele. Saiu Erik e entrou Leandro Pedreira. Moisés recebeu na intermediária e lançou a bola, que foi cabeceada pelo jogador dos dono da casa e recebida livremente por Leandro Pereira que encheu o pé e deixou o alviverde novamente na frente do placar.

Nem deu muito pra comemorar a vantagem, Jean, em falta imprudente dentro da área derrubou o adversário. Grafite cobrou e deixou mais uma vez tudo igual em Recife. Quem diria que haveria tanto sofrimento contra o Santa Cruz?

Dez minutos depois foi a vez do porco voltar a frente do marcador e desta vez em definitivo: Roger Guedes mandou pra dentro da rede e acabou com longo jejum de gols.

O Santa Cruz ainda buscou mais um empate, mas o Palmeiras também cresceu em campo e agora, bem desperto, ainda teve oportunidades de gol. No fim, 2 a 3. Acho que nem em todos os bolões possíveis alguém havia imaginado que teríamos um placar tão cheio como esse em Recife.

Nesta segunda (03) teve pico de energia de tantos secadores ligados em cima do líder, agora mais líder, Palmeiras. Mas não existe secador que acabe com a energia de quem está protegido pelos deuses do futebol. O Palmeiras não fez uma bela partida, mas garantiu os três pontos, assim como não fez uma bela partida contra o Coritiba em casa e também teve os três pontos.

O meio campo alviverde que vinha sendo um grande trunfo da equipe com Moisés, Tchê Tchê e Gabriel parece estar com problemas, mesmo quando tem as três peças titulares, como no jogo passado. Quando o meio campo palmeirense não pensa o time padece. Tchê Tchê foi mal em sua segunda partida consecutiva, assim como Moisés, que com algumas melhoras ao longo da partida, não apresentou o futebol digno de profeta. Trabalho de casa para Cuca.

Se temos atacantes excelente e zagueiros tão bons quanto, o meio de campo e as laterais ainda precisam de melhoras. Mas existe muito o que melhorar faltando 10 rodadas para o fim do campeonato? Sempre acreditamos que sim, sempre queremos espetáculo de bola em campo, mas a verdade é que no Universo dos pontos corridos o que mais interessa são os três pontos. Três pontos conquistados com três gols, nenhum deles de cabeça, hoje não teve “cucabol” e ainda assim teve vitória.

 

https://scontent.fcgh17-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14462986_10154569500159467_1316683755951816160_n.jpg?oh=00542bb93ffd8569f1f46b301efc39f8&oe=5866F93B

Fonte: Palmeiras Oficial

 

O Palmeiras nos fez sofrer absurdamente nesta segunda-feira. Sofreu dois empates seguidos, mas com a categoria de quem é líder do campeonato, chegou a mais três pontos somados, mesmos 3 de distância do Flamengo, 5 do Galo (terceiro colocado) e 9 do Santos (quarto colocado). Sofreu, como já sofreu em outras partidas e ainda assim ganhou. Seguimos somando mais pontos e cada dia mais líderes. 11 rodadas seguidas na liderança e 18 rodadas no total das 28 disputadas, com a certeza de que só faltam 10 finais para erguer a taça.

Fala pra mim se os deuses do futebol não estão do nosso lado? Talvez seja porque aqui do alto na tabela ficamos mais perto deles!

 

Sempre avanti!

Por Marcela Permuy