PACHEQUINHO: O técnico que chegou e devolveu as esperanças ao Alto da Glória.

Fonte: GloboEsporte.com

Eriélton Carlos Pacheco, ou melhor, Pachequinho, o técnico que chegou em uma situação difícil no Alto da Glória e que hoje ganha os parabéns dos jogadores e torcida.O que esse técnico tem de tão especial e porque com ele as coisas começaram a fluir? Difícil de explicar? Talvez.

Antes de ser técnico, ele é um ex jogador, apesar de ter jogado nos rivais, Atlético-PR e Paraná Clube, ele não obteve o mesmo sucesso que teve com a camisa coxa-branca. Baixinho e ambidestro, fez gol de bicicleta com o pé direito e gol olímpico com a esquerda.

Fonte: Paraná Online

Mas, infelizmente o seu sucesso e sua carreira duraram pouco, fez muitas cirurgias nos dois joelhos, o que lhe rendeu períodos longos sem jogar, com isso seu rendimento caiu e ele veio a se aposentar aos 30 anos .

Se tornou treinador do time de juniores e também um "caça talentos" para o time, viajou muito em busca de talentos para o elenco coxa branca. Agora em 2015, Pachequinho assumiu o elenco profissional substituindo o técnico Ney Franco.

O coxa estava em uma situação difícil, na  zona de rebaixamento e sem ganhar jogos, a situação parecia não ter mais jeito, até que o técnico entrou. Pachequinho tinha (e tem) em suas mãos a dificil missão de nós livrar da zona de rebaixamento.

Seu primeiro jogo foi contra o líder (e Campeão) Corinthians, o time entrou em campo e já foi visível uma mudança, a equipe era praticamente a mesma, porém, estavam mais motivados, estavam com fome de gol, havia nesses jogadores uma garra que não víamos a tempos. Apesar de não ter ganho esse jogo, vimos que tudo tinha mudado, renasceu aquela esperança, que nunca tinha morrido, apenas se escondido.

Fonte: Gazeta Esportiva

Ele não iria ficar no comando da equipe, seria apenas para aquele jogo, porém, a torcida fez campanha na internet pedindo #ficapachequinho, os jogadores também pediram, e graças a Deus a diretoria ouviu.

Jogamos contra o Goiás fora de casa e ganhamos por 3x1, contra o Santos em casa, porém com portões fechados, ganhamos de 1x0. O time é outro, algo aconteceu, ele mudou o time, deu novos ares... o Coritiba voltou a ser o time da Alma Guerreira. Saímos da Zona, voltamos a respirar, agora mais aliviados.

As chances do Coritiba cair eram de 69% quando ele entrou, agora são de 24%. Temos mais duas batalhas decisivas, Palmeiras (fora) e o Vasco (casa). 
Sabemos da motivação do time, sabemos o excelente técnico que temos, e a nós torcedores cabe torcer, igual nunca deixamos de fazer, mas dessa vez, torcemos de um modo diferente, torcemos sabendo que o time está entrando em campo pra vencer e não apenas para "bater uma bolinha", igual ultimamente vinha sendo.

Parabéns Pachequinho! Que em 2016 você continue nesse time e nos faça sorrir ainda mais. Obrigada!

FORÇA PACHEQUINHO, ACREDITAMOS EM VOCÊ !

Patrícia Moro