Palmeiras x Vasco

A arte de perder pontos em casa: essa, o Palmeiras domina! O Verdão perde mais uma vez em pleno Allianz Parque e desperdiça pontos mportantes para encostar no G4.
 
Apesar da bonita festa da torcida, que quase lotou a Arena ontem à tarde e de estar enfrentando o lanterna do campeonato, o Palmeiras não conseguiu avançar e cedeu vitória ao Vasco da Gama, que venceu por 2x0.
 
Como temos visto nos últimos jogos, o time de Marcelo Oliveira entrou em campo, sem vigor e cometendo os mesmos erros, que tem gerado os gols adversários. Enquanto que o rival carioca, parecia dizer à todo momento, que não sairia dali sem a vitória, tamanha foi a disciplina e o foco que os jogadores mostraram no domínio do jogo.
 
O primeiro gol, saiu aos 34 minutos do primeiro tempo, após escanteio batido com precisão, para a cabeça de Rafael Silva, que estava livre de qualquer marcação.
 
O que se esperava depois do gol, era um Palmeiras ofensivo e bem acordado, para empatar e virar o jogo, já que o Vasco é claramente inferior tecnicamente, mas isso não aconteceu, ao contrário, o que se viu em campo, foi um time sem criatividade e sem empenho, que continuou cedendo espaço para o adversário.
 
E se tem um pecado que os deuses do futebol não perdoam, é essa atitude displicente diante de um combate! A punição é dura e geralmente vem em forma de gol... Foi exatamente o que aconteceu, ainda no primeiro tempo!
 
Para a surpresa da torcida, que imaginou tudo para aquela tarde de domingo, menos que o seu time tomaria um gol de cobertura do atacante Nenê, aos 40 minutos da etapa inicial.
 
Outra falha inaceitável para um time que já estava perdendo.
 
No segundo tempo, o Palmeiras esboçou uma reação tímida e melhorou em alguns poucos momentos, mas infelizmente isso não foi suficiente para penetrar a defesa do Vasco, que estava muito bem colocada.
 
O adversário continuou no ataque e forçou o goleiro Fernando Prass a uma bonita defesa, que afastou o que seria o terceiro gol do time da colina.
 
O jogo terminou com o amargo placar de 2x0 e uma sensação de que ainda há muito o que fazer para que o Palmeiras consiga encaixar o seu bom elenco e adquirir a tão necessária estabilidade.
 
Alê Moitas.