PARA A MINHA TRISTEZA O ALVINEGRO QUE VENCEU NÃO FOI O MEU!

 

Saudações Atleticanas!

 

Foto: Reprodução da Internet

Pela décima oitava rodada do Campeonato Brasileiro, o Galão da Massa foi até o Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo, as duas equipes precisando vencer e somar pontos. E quem se deu bem foi o Botafogo, com ajuda do VAR iniciou a vitória com um pênalti marcado e expulsão do ex botafoguense Igor Rabello.

Primeiro tempo razoável, o Atlético buscou mais o ataque, mas com poucas finalizações, Botafogo com um sistema de jogo mais truncado, aos 34 minutos, o Galo foi obrigado a fazer sua primeira substituição, Jair se lesionou e José Welison entrou para compor o meio de campo. Foi uma perda inesperada, já que vêm de boas atuações, torcemos para que não seja nada grave. 

O jogo parecia morno, mas o juiz deu o ar da graça, marcou um pênalti que ao meu ver não houve, e ainda expulsou Igor Rabello, deu um pênalti em que a bola bateu no braço de Igor Rabello, que estava recolhido, mas fazer o quê né, quem manda é o juiz, mesmo errando. E mais uma substituição em que o técnico é obrigado a fazer, saiu Ricardo Oliveira e entrou Leonardo Silva para compor a defesa. E ficou assim a primeira etapa.

Segundo tempo o Galo com um jogador a menos em campo precisou ir em busca do ataque, arriscando mais, mas quem se deu bem foi o Botafogo, em falta que beneficiava o Galo, Cazares chutou mal e sobrou a bola para Alex Santana, que disparou com velocidade em contra ataque e marcou mais um, Botafogo 2 Galo 0.

Chará perdeu uma chance incrível para diminuir o placar, e foi ele quem saiu aos 32 minutos da etapa final, dando lugar para o atacante Franco Di Santo, que foi o autor do gol do Galo, aos 48 minutos da etapa final, primeiro gol do centroavante pelo Atlético. Infelizmente ficou assim, 2 a 1 Botafogo, e amargamos a quarta derrota seguida no campeonato, e descendo posições na tabela de classificação, agora em 8º lugar. O próximo desafio do Atlético é em casa, no Horto, no próximo domingo, às 11 horas, contra o Internacional.

Já deu de má fase né? Chega! Queremos vencer Galo!

 

#BicaBicudo

Por: Angélica Sheila Moreira