Para esquecer

Irreconhecível em campo, Macaca é derrotada pelo Corinthians


 

O que aconteceu com a Ponte Preta? creio que esta seja a pergunta que ronda a cabeça de milhares de ponte-pretanos, desde a partida de ontem contra o Corinthians, na Arena. Irreconhecível, seria a  palavra certa para descrever o futebol apresentado, se compararmos com o time que venceu o Palmeiras.

A expectativa do torcedor era grande, pois  a macaca vinha de uma boa sequencia de resultados e o Corinthians, estava sem vencer e sendo pressionado pelo torcedor. Mas o que se viu, foi um time totalmente perdido, parecia que os jogadores estavam sentindo a pressão da torcida, os que brilharam no sábado, batiam cabeça em campo ontem.

Passes errados e marcação malfeita, a principal arma corinthiana, o lateral Fagner, jogava livre pela direita, enquanto Felipe Azevedo tinha dificuldade em se infiltrar pelo lado esquerdo. O nervosismo tomou conta da equipe e ficou claro no gol contra de Kadu.

Mais uma jogada errada da Ponte e mais um gol do Corinthians, desta vez após rebatida errada de Matheus Jesus, Bruno Henrique marcou. Coube ao treinador Eduardo Baptista, mexer na equipe e logo no primeiro tempo, com a entrada de René Junior, no lugar de Matheus

 

Primeiro tempo nosso é para esquecer, não foi a Ponte dos outros jogos. Não igualou (o Corinthians) na pegada, eles tiveram mais vontade que a gente. – afirmou o camisa 6, Reinaldo.

 

Substituições movimentaram

 

No segundo tempo, a Macaca melhorou. Eduardo colocou Thiago Galhardo, e o time passou a oferecer perigo a meta corinthiana. O jogador substitui o apático Clayson, e em 5minutos a equipe produziu mais do que no primeiro tempo inteiro. A  melhor chance, partiu do próprio Galhardo, aos 3 minutos, obrigando Walter a fazer boa defesa.

 

Foto: Mauro Horita

 

O arqueiro João Carlos, foi um dos melhores jogadores da Macaca em campo e evitou um placar mais elástico. Já aos 34 minutos, Guilherme selou a vitória Corinthiana por 3x0.

 

“Foi uma vitória merecida, o Corinthians jogou melhor, soube se impor. Pagamos por um primeiro tempo desatento. Deixamos de

encurtar nas beiradas, onde eles são fortes, demos esse espaço. O Corinthians veio para uma final e construiu o placar no primeiro tempo. Nosso erro foi aceitar essa imposição, deixamos jogar, demos a bola. E o Corinthians, com posse (de bola) em Itaquera, é muito perigoso. Perdemos mais pela postura do que pelos erros individuais” –afirmou o técnico Eduardo Baptista

 

 

Que Venha o Flamengo

 

A partida não foi a esperada, mas não tempo para se lamentar, já no domingo a Ponte receberá o Flamengo no Majestoso. Os erros de ontem (26), deverão ser esquecidos e a postura tem de ser outra.

Para a partida, mudanças serão feitas e Thiago Galhardo, deverá ganhar a titularidade. Outro que deve sair é Wellington Paulista, que abaixo do esperado, sofre com a sombra de Roger, artilheiro do Paulistão, pelo RB Brasil.

Novamente, a diretoria ponte pretana tentando oprimir o torcedor e obrigá-lo a aderir seu programa de torcedor, colocará ingressos a preços exorbitantes à venda. No confronto contra o Palmeiras, menos de 7mil alvinegros foram ao Majestoso, o que parece não incomodar aos que gerem o clube.

O plano de que o torcedor pague no mínimo 60 reais por mês para acompanhar a Macaca é algo que fere o próprio torcedor apaixonado pelo clube, que não vê outra saída a não ser acompanhar de casa. Sim, o que estão conseguindo é afastar ainda mais o torcedor apaixonado dos estádios.


por Mariana Alves