Para fechar a fase de grupos com chave de ouro, Inter precisa bater o River na Argentina

Nesta terça-feira (07), o Inter enfrenta o River Plate, às 21h30, no Monumental de Nuñez, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. O Colorado pode até ser derrotado que não perde a primeira colocação na tabela e vai para o jogo atrás da melhor classificação do campeonato.

A equipe viajou direto de São Paulo, onde jogou no último sábado (04), para Buenos Aires. O grupo chegou ainda no fim da tarde de domingo (05) e já está em preparação para o confronto.

 

(Foto por Ricardo Duarte/SC Internacional)

Com a posição garantida na tabela, Odair irá poupar os pendurados D’Alessandro, Patrick e Edenilson. Os mais indicados para iniciar a partida são Sarrafiore, Rithely ou Camilo e Nonato.

Quem também pode ser dúvida é Rodrigo Dourado ainda sentindo desconforto no joelho esquerdo. O jogador foi poupado contra o Palmeiras e deve entrar em campo contra o River, mas talvez não jogue os 90 minutos.

A provável escalação então será Marcelo Lomba, Victor Cuesta, Zeca, Iago, Rodrigo Moledo, Rodrigo Lindoso/ Rodrigo Dourado, Nonato, Rithely/ Camilo, Sarrafiore, Nico Lopez e Paolo Guerrero. A não ser pelos pendurados, os titulares deverão atuar normalmente.

Mesmo sem perigo de perder a posição, a partida vale pela melhor classificação possível da Libertadores. A melhor campanha tem a vantagem de decidir em casa os confrontos de mata-mata.

Jogar contra um adversário que nem o River nunca é fácil, ainda mais na casa deles. Porém o Inter tem capacidade de voltar para Porto Alegre com a vitória, mesmo com a preservação de alguns jogadores.

A equipe tem que entrar focada e ir atrás do resultado os 90 minutos. Não vai ter moleza, mas acreditaremos até o fim! Vamo Inter!

Por Giulia Giongo