PARA PERMANECER NA LIDERANÇA, O MADRID DUELARÁ FORA DE CASA, PELA TRIGÉSIMA SEGUNDA RODADA DA LA LIGA

 


 

FOTO - Site oficial do Real Madrid 


 

Para continuar em busca dos seus objetivos na La Liga, o Madrid entrará em campo novamente, neste domingo (28), às 17hs (horário de Brasília), onde irá enfrentar o Espanyol no Estádio Cornellà-El Prat, pela trigésima segunda rodada do Campeonato  Espanhol, com transmissão da Espn. 

 

O Real Madrid é a única equipe que venceu todas as partidas desde a volta do campeonato, e se quiser chegar ao topo no final da competição, os comandados de Zidane não podem “ratiar” à essa altura da La Liga, pois o encontro deste domingo, será o duelo entre o primeiro colocado e o último. 

 

"Sabemos desde o início que há onze finais e agora faltam sete. Não muda nada que tenhamos vencido os quatro jogos, devemos continuar, pensando que amanhã o Espanyol vai tornar isso muito difícil para nós, porque eles precisam dos pontos. É mais uma final e terá que ser jogado ao máximo", disse Zidane.


 

Para o encontro com os Alviazuis, o Madrid terá algumas baixas, além dos jogadores lesionados, Lucas Vásquez, Jović e Nacho, o técnico Zidane, também não poderá contar com Modrić e Mendy suspensos, por acúmulo de cartões. Diante disso, Miguel Gutiérrez, que joga como lateral esquerdo, foi promovido pela primeira vez, à viajar com o time principal. 

 

Convocados para o encontro com o Espanyol 

FOTO - Twitter oficial do Real Madrid 


 

Em coletiva de imprensa realizada hoje (27), Zidane falou sobre a pressão que paira sobre o Madrid nesta reta final do Campeonato. 

 

"Sabemos onde estamos e as dificuldades, mas isso não muda nada. O importante é a dinâmica de cada dia. O importante é continuar. Alguns voltam com dificuldades, outros um pouco melhor, mas estamos todos no mesmo barco, há muitos jogos, desgaste, e você precisa se recuperar bem e cuidar dos detalhes. Faltam sete jogos e só pensamos no amanhã", declarou Zizou.

 

Mas foram outras palavras do treinador do Real Madrid, que chamaram a atenção dos jornalistas. Após comentar sobre a carreira, o desempenho e o amor do capitão Sergio Ramos pelo clube, Zidane disse que não vai ser treinador por mais 20 anos, e com isso a imprensa já começou fazer especulações absurdas sobre o futuro do francês na equipe espanhola.  

 

“Não vou treinar mais 20 anos. Vou me retirar antes disso. Como sou um treinador atípico, pode acontecer de tudo. Comigo será assim. Não tenho nada planejado na minha cabeça. Depois farei outra coisa. Na minha cabeça sempre fui futebolista. Joguei 18/19 anos e quando me perguntavam se iria ser treinador dizia que não e aqui estou nessa função. É muito desgastante. Me sinto melhor futebolista do que treinador. Estou contente com aquilo que tenho feito, mas o mais alto a que podes aspirar é encerrar a carreira de jogador no Real Madrid”, disse Zizou. 

 

“Tenho a sorte de poder estar neste clube e treiná-lo. Temos sempre de acreditar no que fazemos, desfrutar de tudo o que tenho e não do que não tenho. Vivo o dia a dia. Tenho a sorte de treinar os melhores. Isso acontece quando se está no melhor clube do mundo. Estou a desfrutar muito nos jogos, mas ainda mais nos treinos", finalizou Zidane. 


 

HASTA EL FINAL 

VAMOS REAL!

 

¡HALA MADRID Y NADA MÁS!

 

Rosileide Ribeiro, colunista e torcedora do Real Madrid

 

*Os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.