PARA TIRAR A ZICA!

Loss desencanta e, após três jogos sem vitória, Corinthians vence o América-MG em Itaquera.

 

Jadson comemorando o único gol da partida.

(Foto: Daniel Augusto JR / Ag. Corinthians)

 

Mais de 34 mil corinthianos saíram de suas casas neste feriado de Corpus Christi para ir até Itaquera ver o Timão jogar. Com casa cheia e apoio presente, a expectativa era de se aproveitar das fragilidades do América-MG, que vem tendo resultados ruins fora de casa, para conseguir a primeira vitória sob o comando de Osmar Loss e dar o primeiro passo para uma melhora no campeonato.

O primeiro tempo teve mais do mesmo. O Corinthians, como sempre, trabalhando bem o toque de bola, acertando bem os passes e tendo controle do ritmo de jogo. Rodriguinho, improvisado no ataque, teve poucas chances de fazer qualquer coisa graças à marcação bem fechada do América. Era um jogo clássico de time tentando atacar contra um time na retranca, onde o resultado sempre acaba sendo a bola presa no meio de campo. As únicas chances dos primeiros 45 minutos foram em chutes de longe, vindas dos pés de Pedrinho e de Mateus Vital.

Na volta para o segundo tempo, mais troca de passes, até os 4 minutos, quando Mateus Vital tocou para Gabriel na entrada da área, o volante chutou, a bola acabou desviando em um dos defensores do América e sobrou no rebote para Jadson fazer o gol. Apesar de estar na frente no placar, o segundo tempo não foi tão tranquilo. Com o gol, o Timão acabou optando por recuar e se fechar na defesa, o que deu coragem ao adversário para ir para cima e tentar criar possibilidades. Wesley, do América-MG, entrou no segundo tempo e contribuiu com a melhora do ataque do Coelho, mas foi expulso aos 43 minutos. Walter teve algum trabalho, mas felizmente a partida acabou em 1x0.

No geral, foi mais uma partida onde as deficiências e as virtudes já conhecidas do Corinthians foram escancaradas. Ótima troca de passes, defesa bem fechadinha, Henrique e Balbuena mais uma vez fazendo um bom trabalho, Walter se adaptando ao time e evoluindo, Jadson e Rodriguinho como os homens fortes do meio de campo, Sidcley e Mateus Vital se mostrando peças importantes. O ponto baixo, como sempre, é a finalização. O Corinthians hoje é um time que cria muito, mas não consegue finalizar. Roger chegou a entrar no lugar de Pedrinho nos minutos finais, mas acabou não fazendo tanta diferença no conjunto da obra.

 

O goleiro Walter, que fez boa atuação contra o América-MG.

(Foto: Daniel Augusto JR/AG. Corinthians)

 

O importante hoje é que vencemos, saímos da nona colocação para a terceira e estamos a apenas dois pontos do líder Flamengo. Esses dois pontos têm chance de serem recuperados, já que a querida filial do Rio de Janeiro é nosso próximo adversário, no domingo, 3.

Que essa vitória tenha dado confiança ao técnico Osmar Loss e daqui para frente ele consiga realizar seu trabalho de forma eficiente.

Vai, Corinthians!

 

Por Victória Monteiro, maloqueira e sofredora, graças a Deus!