Poderia ser pior

Após apagão no segundo tempo, Timão sofre derrota e perde invencibilidade na Libertadores

Decepção. Talvez essa palavra defina bem o que foi a partida do Corinthians contra o Cerro Porteño iniciada às 19h30 dessa quarta feira. Com um primeiro tempo quase impecável e que empolgou até os mais desconfiados, o Timão ficou por isso mesmo e no segundo tempo protagonizou um verdadeiro show de horrores. Com duas expulsões, pênalti a favor e pouco futebol, a partida terminou em 3x2 com a amarga sensação de “poderia ter sido pior”.

O primeiro tempo começou bem para a equipe alvinegra. Logo nos primeiros minutos, algumas boas jogadas deram trabalho ao goleiro do Cerro. O primeiro gol do Timão na partida veio em uma falta cobrada aos 12 minutos por Lucca: Anthony Silva fez a defesa, mas acabou soltando a bola nos pés de André que abriu o placar e fez seu primeiro gol da carreira pela Taça Libertadores. Tudo parecia perfeito para os visitantes.

(Foto: Daniel Augusto Jr./Agencia Corinthians)

O gol tomado fez a equipe do Cerro Porteño esfriar e baixar seu ritmo. Apesar de algumas boas chances claras de gol desperdiçadas, o Corinthians parecia dominar a partida. Mesmo terminando o primeiro tempo com o magro placar de 1x0, matar o jogo parecia questão de tempo.

A queda ladeira abaixo começou assim que o juiz deu inicio ao segundo tempo: O gol de empate veio logo aos 3 minutos em uma jogada aérea que deixou o goleiro Cássio sem chances de defesa. Deu-se inicio ao caos.

Aos 6 minutos (um minuto após Guilherme receber um cartão amarelo), André toma o seu segundo amarelo na partida por levantar demais o pé em uma jogada e acabar acertando o rosto do lateral direito Bonet.

Com um a mais, o Cerro passou a se aproveitar das falhas corinthianas e se infiltrar principalmente pelas laterais. Pouco se via da equipe alvinegra, fora as defesas do goleiro Cássio.

O gol da virada veio aos 29, dois minutos após Rodriguinho tomar seu segundo cartão amarelo por uma falta violenta e ser expulso da partida. Aos 37 o Cerro fez seu terceiro e ultimo gol.

(Foto: Daniel Augusto Jr./Agencia Corinthians)

O tiro de misericórdia alvinegro veio já aos 42, após Yago ser empurrado por Valdez dentro da área e o juiz marcar pênalti. Giovanni Augusto bateu e fechou o placar em 3x2.

A partida terminou com um saldo de 8 cartões para o Corinthians (com dois expulsos) contra 1 para o Cerro Porteño. André e Rodriguinho estão suspensos para a próxima partida, enquanto Guilherme e Lucca seguem com um amarelo cada na conta.

Além de perder a invencibilidade na competição, o Timão perdeu também a liderança do grupo 8: Se tornou vice do grupo com 6 pontos, um a menos que o atual líder, Cerro Porteño.

A partir de agora, todo cuidado é pouco.  É preciso deixar a sensação de teste de lado e firmar um time principal e com a mentalidade que a competição exige.

A próxima partida pela Libertadores será o jogo de volta contra o Cerro, na próxima quarta feira, às 21h45, na Arena Corinthians. Vencer é mais do que necessário para encaminhar a classificação.

Antes dessa partida, o Timão ainda enfrenta o Botafogo –SP fora de casa pelo Campeonato Paulista. A partida será no domingo, ás 16h.

Que venha o próximo desafio. Libertadores é coisa séria.

 

Por Victória Monteiro, maloqueira, sofredora graças a Deus!