Ponte domina o jogo, vence a primeira no Paulistão e começa respirar aliviada.

(Imagem: RAC)

A macaca entrou em campo na noite de ontem, pela sexta rodada do campeonato paulista. Jogando em Osasco contra a equipe do Audax, o time de Campinas dominou o jogo, abrindo o placar ainda no primeiro tempo com  gol do zagueiro Thiago Alves.  Diferente dos últimos jogos, o time entrou em campo com vontade e garra, ciente de que a vitória tinha que vir. Anulando as jogadas do adversário, a macaca ampliou o placar nos últimos minutos da primeira etapa, encerrando o primeiro tempo 2 x 0.

No segundo tempo não foi diferente, a Ponte continuava anulando as saídas de bola do Audax, dificultando as jogadas e evitando que a equipe chegasse ao ataque. E foi em uma falha da defesa que a Macaca encontrou seu terceiro gol e segundo de Felipe Azevedo na partida. O Audax até tentou acordar diminuindo com Mike, mas não foi suficiente.

(Imagem: Globo Esporte)

Com a vitória, o time que ocupava a última colocação do grupo com três ponto, saltou para a segunda colocação, ficando atrás do Palmeiras apenas nos critérios de desempate com seis pontos cada um.

A macaca volta a campo neste sábado às 19h30, no Majestoso, para enfrentar o São Paulo. Os ingressos já estão à venda nas bilheterias do estádio e no dia da partida por determinação da PM, as vendas se encerram às 13h.

A mesma escalação, os mesmos jogadores, um técnico novo, um time novo.

Na estreia do técnico Gallo, o que vimos em campo foi um time totalmente diferente dos últimos jogos.

Tiramos o peso infinito do rebaixamento das costas? Não, ainda é cedo pra dizer isso. Pés no chão e devagar com o andor. O time evoluiu e melhorou, mas precisa seguir focado nas próximas rodadas.

Gallo é experiente, sabe trabalhar com os mais jovens e é centrado.

Acredito que no sábado, possamos ter 5.000 torcedores ao invés dos 3.000 de sempre. Mas é hora de cobrar a torcida (Que já anda bem cansada dos desleixos)? Acho que ainda não! É hora de continuar trabalhando pra que os bons resultados continuem aparecendo e a torcida possa “voltar” a confiar na diretoria e abraçar o time.

Aline Zancheta