Porco triste, porco triste não canso de rir!

De Allianz Arana para Avelar Parque: o resultado não muda!

 

 

Antes de mais nada, queria dizer que nunca critiquei o Avelar, se fiz isso não lembro! Brincadeiras a parte, como é gostoso escrever depois de derrotar o rival na casa deles, com as arquibancadas lotadas e com todo mundo cantando vitória antes da hora. É como diz o estagiário: nada como curtir um dia de verão no Parque!

O favoritismo mais uma vez caiu por terra e o rival tremeu! O novo estádio da Barra Funda estaria se tornando o mais novo salão de festas alvinegro? Por falar em alvinegro, seria o preto e branco, a cor da vitória?

Instável e vindo de derrota, o time sabia a importância do resultado. O rival pressionou, mas uma bola mudou a partida!

Vital sofreu falta na entrada da área, Sornoza foi pra bola, o artilheiro Gustagol cabeceou e Weverton fez um milagre. A zaga afastou, mas o improvável aconteceu: Avelar chutou e marcou!

Felipão colocou o time pra cima. Dudu que estava no bolso de Fagner, foi jogar pelo lado esquerdo, e as chances apareceram. A bola área tocava o terror na área alvinegra.

Na segunda etapa as melhores chances continuaram do lado alviverde, mas Cássio passou ileso. No fim do jogo, Deyverson sofreu falta perigosa. O que podia ser a chance do rival, culminou na expulsão do atacante, que covardemente cuspiu no rosto de Richard. Espírito de porco que fala né?

 

Deyverson foi expulso por cuspir em Richard. Foto: Gazeta Esportiva

 

Depois da expulsão o jogo esfriou, e o Corinthians aproveitou. Pedrinho teve uma ótima oportunidade de ampliar, mas desperdiçou. E ficamos por isso mesmo: 1x0 Corinthians!

O PARQUE É NOSSO!

 

No fim ainda tivemos uma cena linda. Gustagol foi às lágrimas no gramado. Os companheiros o consolaram e o atleta deixou o gramado. Corinthianismo puro não é mesmo?

O mais surpreendente é o fato de que o Corinthians sendo comandado  por Carille nunca sofreu um gol no Allianz. São três vitórias em três partidas. Com o 100%, já sabemos qual é a interferência externa. Ele está bem ali na beira do gramado: Fábio Carille!

Este triunfo veio na hora certa, pra dar moral. É impossível não lembrar da vitória em 2017, quando com um a menos e desacreditados, vencemos e arrancamos para o título e para um campanha espetacular no Brasileirão.

Com a vitória o Timão soma 7 pontos e está empatado na liderança com a Ferroviária, que ainda joga na rodada. Nosso próximo confronto pelo Paulistão será diante do Novorizontino, no domingo, mas antes teremos o Ferroviário, em partida decisiva pela Copa do Brasil, às 21hrs na quinta-feira.

 

Por Mariana Alves