Pra ficar ruim, tem que melhorar ainda!

 

 

Foto: Elton de Andrade

 

Não foi nesta quinta (16) que as coisas começaram a dar errado no lado alviverde de Santa Cruz do Sul, foi na segunda-feira, 13. Na segunda era para tudo começar de maneira tranquila pelo lado dos Eucaliptos, e assim foi até que uma trapalhada monstra da defesa, resultou em um gol quase sem explicação dos visitantes. E assim acabou o primeiro jogo da Taça Cigha, Avenida 0 x 1 Lajeadense.

O segundo jogo, marcado para está quinta (16), era uma eterna incógnita. O dia estava chuvoso e cinza, prevendo o show de horrores. A peleia foi típica de prévia de Divisão de Acesso, que inicia em menos de vinte dias, com um show de faltas e o tradicional “do pescoço pra baixo é canela”, sem contar as confusões com troca de palavras carinhosas, agressões e expulsões, em ambos os tempos de jogo.

O técnico Fabiano Daitx, pensando ser o Mourinho do pampas, iniciou o jogo com a equipe distribuída de forma inovadora demais pra cabeça de qualquer torcedor. No ataque, veio com Alexandre e Maurício, dois meias (?!), deixando bons nomes do ataque no banco.

Mesmo com time montado “às ganhas”, o Avenida iniciou o jogo pressionando mais. Porém, o ataque não foi preciso o suficiente para balançar o barbante dos donos da casa. Não demorou pra primeira briga de foice aparecer, e uma expulsão surgir de cada lado. O lateral Vinícius Kaiser do Lajeadense e o zagueiro veterano Valença, do Avenida foram mais cedo pro banho.

Na segunda etapa, não havia mais superioridade de ataque dos visitantes, a bola era lá e cá, mas sem situação clara de gol nos primeiros minutos. Mas não demorou para que a partida voltasse a ficar truncada pela sequência de faltas. Com o placar favorável aos donos da casa, eles apenas administravam o tempo. Aos 25 minutos de jogo, Felipe foi derrubado na área e os visitantes pediram pênalti, mas sem sucesso, o árbitro mandou que seguisse la pelota. Poucos minutos depois, num rebote da zaga do Periquito, Flávio Torres tocou na saída de Villa e abriu o placar para os donos da casa.

Aí, virou roteiro de novela mexicana, mais uma confusão tomou conta do gramado, e Moisés Baiano foi expulso, pelo Avenida. Quase no apagar das luzes, beirando os 40 minutos jogados e brigados da segunda etapa, o Avenida teve um pênalti assinalado a favor, e Hiantony guardou, empatando o marcador. Mas, já nos acréscimos, o goleiro Villa mostrou ser de humanas e não soube calcular o espaço da grande área, tocando a bola com as mãos fora dela e conseguindo o terceiro cartão vermelho pro alviverde. Maurício que é lateral esquerdo, mas passou a ser meia e ontem foi escalado como atacante, assumiu a posição de goleiro, mostrando que agora só falta assumir a posição de gandula no Avenida, e conseguiu levar o terceiro gol, desta vez marcado por Padú, que fechou o placar em 2 x 1, consolidando a passagem do alviazul para a decisão da Taça Cigha, levando o Avenida para a disputa do terceiro lugar.

Com o resultado, o Avenida aguarda agora o placar final de Santa Cruz x Guarani – VA, para saber se na disputa do terceiro lugar, terá clássico regional ou clássico AveCruz.

 

 

TAÇA CIGHA – COPA DOS VALES – 1ª FASE

LAJEADENSE 2 x 1 AVENIDA

Data e hora: 16 de fevereiro de 2017, 20h30

Local: Arena Alviazul, em Lajeado

Árbitro: Maicon Stormowski

Cartões amarelos: Índio, Vinícius Kaiser, Basso, Darlã, Gustavo, Mano e Danilo Mendes (Lajeadense); Itaqui e Willian Ribeiro (Avenida)

Cartões vermelhos: Vinícius Kaiser (Lajeadense); Valença, Moisés Baiano, Alexandre Villa (Avenida)

Gols: Lajeadense – Flávio Torres (28/2ºT) e Padú (50/2ºT); Avenida – Hiantony (37/2ºT)

LAJEADENSE

Paulo Henrique; Luís Felipe (Mano), Danilo Mendes, Basso e Vinícius Kaiser; Índio (Josué), Emerson Dantas, Anderson Ijuí (Darlã), Marquinhos (Gustavo) e Cidinho (Maranhão); Flávio Torres (Padú)

Técnico: Rodrigo Bandeira

AVENIDA

Alexandre Villa; Itaqui (Alex Júnio), Rogélio, Valença e Roger; Tiago Bocão, Geison (Moisés Baiano), João Neto (Felipe), Márcio Reis (Hiantony) e Maurício; Alexandre (Willian Ribeiro)

Técnico: Fabiano Daitx

 

Daitx, inventa menos!

 

Sabrina Heming