PRA VARIAR, HÁ SÉCULOS O ASA NÃO CONHECE A FINAL

 

(Foto: Ailton Cruz)

 

O ASA se deslocou até a cidade de Maceió para enfrentar o CRB, pela semifinal do Campeonato Alagoano 2020, às 21 horas, desta segunda-feira (03). Os clubes já entraram em campo sabendo que quem passasse para a final enfrentaria o CSA, que havia vencido por 4x0 o duelo da tarde entre CSA x Murici.

 

O jogo começou bem tenso, o time de Maceió melhor em campo, mas não ofuscava o alvinegro, que estava sendo guerreiro. Mas foi nos acréscimos que o galo praiano assustou em algumas situações, mas, nada de abrir o placar. E graças aos deuses do futebol, Deola fez milagre.

 

No segundo tempo, a energia do Rei Pelé milagrosamente caiu (leia com ironia), mas no retorno dela, aproximadamente aos 15', quase o CRB abriu o placar.

 

O alvirrubro estava aparentemente superior, mas o alvinegro estava se defendendo bem, lutando por seu objetivo maior. O fator físico começou a pesar para o fantasma, e isso é indiscutível.

 

Como é de lei, aproximadamente aos 39', o ASA ficou com menos um em campo (imaturidade ou palhaçada? Não sei!).

 

Aproximadamente aos 41', mais uma vez Deola foi preciso, após Erik bater cruzado, a zaga tentou tirar, no rebote Igor chutou forte, mas o goleirão defendeu.

 

Apesar de não ser o que queríamos, fomos para os pênaltis, rezando para que Deola fosse tão maravilhoso quanto antes. Nas cobranças, o gigante surpreendeu muito (só que não), e acabou perdendo por 3x1 no fim de tudo.

 

Tô com vontade de acabar com o mundo? Tô! Mas, espero ansiosamente por 2021.

 

Por Arielly Soares, torcedora do ASA GIGANTE.

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.