#PRASEMPREM1TO

PARECE UM CLUBE, MAS É “SÓ” UM JOGADOR!

 

É muito difícil buscar palavras para me despedir do MITO Rogério Ceni. 

Esta noite, às 20h (horário de Brasília), ele vai entrar em campo para se despedir de mais de 51 mil torcedores são-paulinos que já compraram seu ingresso. Mais que isso, ele vai entrar em campo para se despedir de toda nação vermelho, preto e branco. E digo mais, ele entrará em campo para se despedir de todos os amantes do futebol! 
Será um jogo festivo. Os campeões do mundo de 92/93 contra os também campeões do mundo de 2005.


Fonte: https://scontent-mrs1-1.xx.fbcdn.net

Mas esta é a festa que todo são-paulino não gostaria que chegasse. Quem dera o corpo do “Pelé do gol”, como noticiou o diário espanhol MARCA, ainda aguentasse alguns anos. Rogério é o maior nome da história do São Paulo.
Esta semana fomos presenteados com diversas entrevistas de Ceni, e praticamente todos os jornais esportivos do país se curvaram à aposentadoria do nosso 01. Está sendo uma semana difícil para o coração tricolor.
Qualquer coisa que eu ouse escrever aqui será repetitiva, porque tudo sobre esta lenda já foi dito, mas vamos aos números:

25 Anos como jogador do São Paulo Futebol Clube;
1.237 Partidas – Jogador que mais vezes vestiu a mesma camisa;
131 Gols – 69 de pênalti, 61 de falta e 1 de bola rolando. MAIOR GOLEIRO ARTILHEIRO DO HISTÓRIA DO FUTEBOL MUNDIAL;
978 Partidas como capitão – Nenhum jogador no mundo usou tantas vezes a braçadeira de um time,
18 Títulos – Rogério é o jogador que mais títulos ganhou na história do São Paulo. 

Fonte: @saopaulinoses (Instagram)

Estes são alguns dos recordes batidos por este homem, que mais parece uma máquina. 

O que EU particularmente mais admiro no Rogério é o profissionalismo, que o torna até aquele cara “chato para caramba” no melhor sentido que a frase pode ter. Ele é chato porque gosta de TUDO CERTO. É chato porque trabalha incansavelmente para ser o melhor, e não aceita de forma alguma que alguém que jogue com ele não faça o mesmo.

Quem dera existisse no São Paulo mais 5 ou 6 iguais a ele. Seríamos campeões de tudo com certeza. Mas não. NÃO EXISTE, NEM NUNCA EXISTIRÁ outro como Rogério Ceni. 

Acabou. É o fim de uma era. 

Claro, outros ídolos chegarão. Tomara que muitos outros, mas nenhum vai querer se comparar a ele. Porque nem que queira, não vai conseguir. 

Uma vez eu li em algum lugar, algum jogador dizer que “Todo jogador de futebol morre duas vezes, uma quando pára de jogar e outra quando pára de respirar”. Sempre fiquei com essa frase na cabeça, e hoje ela faz muito sentido para mim. O sentimento de luto é inevitável, eu não queria e não quero ver o Rogério parar. 
Não sou nem de longe a fã número 1 dele. Conheço algumas pessoas que o admiram e o idolatram muito mais que eu (tenho para mim que a fã numero 1 dele é uma das minhas melhores amigas). Mas eu também não consigo ver o São Paulo sem ele... Dói no fundo do meu coração ter que ir a essa despedida. 
Gostaria que fosse só uma festa de comemoração pelos 25 anos dele no São Paulo, e que ano que vem no Campeonato Paulista ele estivesse lá de novo. E na pré-Libertadores ele ia carregar o time para a fase de grupos, eliminatórias e quem sabe até ao título. Mas infelizmente não será assim.
Rogério é Rogério. Eu tenho 23 anos, e desde que acompanho futebol, com meus 9/10 anos, não vi outro camisa 1 no nosso gol.

Sou grata a Deus por me permitir viver esta história. Eu estava lá em tantas partidas decisivas e importantes para o São Paulo e para o Rogério. Sou grata por viver futebol na era Rogério Ceni. Eu fui ao milésimo jogo deste cara, estava lá no centésimo gol que ele fez, e com muito tristeza digo que também estava lá no dia 28/10/2015, quando ele se machucou e fez sua última partida oficial como goleiro do São Paulo, e vou estar lá hoje à noite para sua despedida. 

Não há mais palavras para escrever. Peço desculpa ao leitor que leu até aqui um texto mais sobre amor do que sobre futebol. Obrigada Rogério MITO Ceni! Com toda certeza, até eu ficar velhinha, vou ter orgulho de contar para os meus filhos e netos que eu te vi jogar!


Fonte: https://canelada.com.br

 

 Jéssica Nogueira Gonçalves