Precisamos dessa vitória!

 

 

Hoje a Macaca vai entrar em campo contra o Atlético-PR em Curitiba às 19 horas, em um confronto direto valendo “seis pontos”, pois os dois times querem abrir vantagem da degola e assim, respirar tranquilo no campeonato.

 

unnamed.jpg

Foto: Facebook Ponte Preta Oficial

 

A Ponte Preta volta a campo, após a vitória de 4x0 contra o Coritiba em Campinas na quarta-feira passada, quando a equipe acabou se “desculpando” com a torcida e garantindo que o time não entrasse no Z4.

O principal objetivo agora é tentar a segunda vitória consecutiva e acabar com o jejum de vitórias fora de casa.

Será que a vitória fora de casa vem hoje? O adversário da Macaca está sem vencer a cinco rodadas, porém será uma partida difícil, pois apesar da má fase o Atlético Paranaense jogará em seus domínios.

Nesta partida teremos alguns desfalques e o técnico Gilson Kleina não poderá contar com os principais jogadores. Emerson Sheik devido ao terceiro cartão amarelo e Fernando Bob - por duas semanas - devido a um estiramento no ligamento do joelho direito. No lugar entrará Claudinho no ataque e Elton no meio de campo.

O problema é que Kleina teima em colocar Naldo e Elton no meio de campo - sendo que no banco têm outras melhores opções - tentando repetir a mesma eficiência tática que teve contra o Coritiba.

 

Como sempre o apoio não pode faltar independente do placar somos Ponte Preta. Pra cima do Furacão macaquinha, precisamos dessa vitória!

 

(Jogadores da macaca ontem, treinando na Arena da Baixada em Curitiba)

Foto: Ponte Preta Oficial

 

 

Informações da partida de hoje:

 

Provável escalação da Ponte: Aranha, Jeferson, Marllon, Rodrigo e Danilo; Naldo, Elton e Léo Artur; Claudinho, Maranhão e Lucca


Desfalques: Emerson Sheik (suspenso), Fernando Bob (lesionado), Yago (transição física) e João Vitor (departamento médico)


Pendurados: Wendel, Marllon, Fernando Bob, Rodrigo, Jádson e Jeferson


Arbitragem: Pablo dos Santos Alves apita o jogo, auxiliado por Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena, todos da Paraíba.


 

Ponte Preta raça de campeão.

Por Caroline Valentim