PRESENTE DE GREGO...

O que todos esperavam na noite desta quarta-feira (12) era no mínimo, uma vitória, para comemorar o aniversário de 107 anos do clube, a torcida compareceu, mas, pelo que vimos o time não, de presente, a torcida ganhou a chuva e um placar de 0x0.

Apenas um ponto em um confronto direto contra o Figueirense. Agora com 37 pontos, o Coxa estaciona na tabela e torce contra os seus rivais, para não acabar a rodada beijando a zona do rebaixamento. Vimos nesta noite um time sonolento, parece que treinaram apenas jogadas áreas, com a maior posse de bola e mais chutes ao gol, o Coritiba dominou a partida, só não soube passar pela defesa de Gatito.

Aos 11 minutos de jogo, Nery Bareiro, em uma dívida de bola entre ele e Renato, o zagueiro do Coxa levou a pior e sofreu um corte na testa, voltou, mas logo aos 22 minutos levou um chute que acertou o mesmo local, o zagueiro até terminou o primeiro tempo em campo, mas no intervalo, sentiu dores na cabeça e foi direto para o hospital.

Começando a falar do jogo... quem começou demonstrando que queria a vitória foi o Figueirense que mandou uma bola na trave, as chances do Coxa apareceram no final, após um lance de João Paulo, Juninho mandou de cabeça para o gol, mas Gatito defendeu com tranqüilidade. Iago também tentou, mas o arqueiro estava atento, na sequência Kazim conseguiu balançar as redes, mas o árbitro marcou o impedimento.

No segundo tempo, o Coxa sabia que precisava vencer, e foi pra cima do Figueirense, mas o time tinha dificuldades de chegar no ataque e optava mais pela bola área. Iago aos 11 minutos, passou por dois zagueiros, mas mandou a bola por cima do gol. Carpegiani até mudou o time, mas nada adiantou, no fim da partida aos 45 minutos, Leandro tentou o gol, dividiu a bola com Gatito, no rebote Iago mandou para o gol, mais uma vez, anulado pelo árbitro, desta vez marcando falta de Leandro no número 01.

Fonte: Globo Esporte

Embaixo de um temporal e o frio de Curitiba a torcida saiu decepcionada, com um empate e um gosto amargo de que poderia ter saído com três pontos. Em casa não soube criar, sabemos dos desfalques, mas o time vinha melhorando, o que tínhamos de esperanças pelas últimas rodadas, ficou a dúvida... Agora temos um clássico pela frente, contra o Atlético Pr, o Coxa sabe que precisa vencer, não apenas por ser clássico e sim pelos pontos que serão decisivos para fugir de vez da temida zona do rebaixamento.

"A gente queria mais, com certeza. Não somente pelo aniversário, tínhamos até uma esperança de brigar pela Libertadores. Hoje fizemos um bom jogo, tivemos domínio, mas na hora de criar as jogadas não fomos eficientes. Vamos sair dessa situação incômoda o mais rápido possível" disse Juan.

Agora é secar os adversários, e ir em busca da vitória no clássico.

Por: Patricia Moro