Prestem continência ao Corinthians!

Ninguém segura o Timão: Corinthians faz mais uma vitima, dessa vez pela Copa Sul-Americana e mantém a invencibilidade!

 

Balbuena abriu o marcador na Arena.

Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


 

Nunca uma música de torcida fez tanto sentido, quanto a boa e velha “Não para não para”, da Fiel. Afinal de contas, quem é que para o Corinthians de Carille?

A gente joga mal, vence, ou mínimo empata e a oposição, anti-corinthiana, segue com o secador ligado, rezando por um tropeço. Que tolos!

Ontem tive de assumir. Eu apostei muito no Corinthians esse ano, sabia que levaríamos um título e que calariamos os críticos, mas devo-lhes confessar, que não esperava tanto.

O Corinthians de Carille é frio e calculista, paciente e persistente. O futebol que por muitos pode ser considerado feio ou maçante, envolve o adversário como numa rede, e sempre garante o resultado.

Vivemos uma união perfeita, entre comissão técnica, jogadores e torcidas, e os frutos, são colhidos rodada após rodada.

 

O time mais do que nunca está de bem com a Fiel.

Foto: Djalma Vassao\ Gazeta Esportiva

 

O jogo não foi de encher os olhos. Vimos Kazim maltratar a bola. O gringo recebeu a vaga de Jô que foi poupado. Alias, muitos foram poupados: Romero, Jô, Fagner, além dos lesionados.

Marcamos um gol em cada tempo e controlamos a partida!

 

Zagueiro artilheiro!

 

O ataque não faz? deixa com a zaga! Deixa com Balbuena! O zagueiro corinthiano, vem fazendo muito mais do que sua função! Pelo segundo jogo seguido, o paraguaio balançou as redes e garantiu o triunfo alvinegro. Contra o Fluminense, foi dele o gol da vitória.

 

Balbuena marcou seu 5º gol na temporada. Foto: MARCELLO FIM / RAW IMAGE

 

Não podemos nos esquecer, que lá na Colômbia, Balbuena, garantiu o Corinthians na briga pela Sul-Americana, quando empatou a partida nos acréscimos, num jogo em que o Timão não jogou absolutamente nada.

 

Novo Talismã?

 

A felicidade da Fiel ontem foi completa. Vencemos e avançamos na competição, garantindo nossa primeira classificação internacional em Itaquera. Mas o que mais encheu nossos olhos, foi o golaçoooo do garoto Pedrinho.

Com apenas 19 anos, o menino nos fez lembrar um outro menino irreverente e frio...um talismã que saiu do banco de reservas, para calar La Bombonera! O gol de Pedrinho me lembrou Romarinho!

 

Um golaço do menino Pedrinho garantiu os 2x0.

Foto: Djalma Vassao/ Gazeta Esportiva

 

A torcida clamava pelo menino! Era o dia dele! O prata da casa, saiu do banco de reservas em sua 14º partida como profissional, para estufar as redes e marcar seu primeiro gol! A Fiel foi a loucura e o sonho do menino, a cada dia mais se torna realidade!

 

“A cada vez que a torcida grita o meu nome, é uma satisfação enorme. Sempre entro em campo disposto a dar o meu máximo para retribuir esse carinho. Graças a Deus, pude dar um tapa com categoria na bola hoje. O gol foi para essa torcida que me apoia”, disse Pedrinho.

 

A diretoria e a comissão técnica vem trabalhando forte na evolução do menino. Um trabalho de fortalecimento muscular vem sendo feito e o técnico Fábio Carille, salientou o futuro da joia alvinegra:

 

“É um jogador de muito talento, todos nós já sabemos, temos de ter paciência para ir lançando aos poucos. Torcedor pode ficar tranquilo, não só o corintiano, mas o brasileiro também. É uma joia que a gente está lapidando”, afirmou o comandante.

 

A cada dia mais xodó da torcida, vale sim a pena trabalhar com cautela a evolução de Pedrinho. Desde a Copinha, vimos o quanto o moleque tem propriedade no que faz e já tivemos muitos exemplos de que a “pressa é inimiga da perfeição”.

Coma a vitória e tranquilamente classificado, o Timão fica esperando o próximo confronto, que será definido na partida entre Racing-ARG e Independiente Medellín-COL, nesta quinta-feira, na Colômbia. Agora o alvinegro volta suas atenções para o Brasileirão. Domingo o adversário será o Flamengo, às 16h, na Arena Corinthians.

Agora são 31 um jogos de invencibilidade...vai contando...


 

Por Mariana Alves, pelo Corinthians, com muito Amor, até o Fim!