QUANDO CÊ PENSA QUE VAI, NÃO VAI!

Não sei porquê ainda me surpreendo com esse time. Senhoor! Quando só depende de si vai lá e ferra com tudo.


 

(Foto: SantosFC)



 

Pela trigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o Peixe foi até a Arena Castelão enfrentar o Fortaleza, este mesmo que você torcedor se lembrou neste exato momento, aquele do "mas estava 3x0" e que até hoje dói lembrar. Enfim, outro jogo, outro momento, por que lembrar desse tropeço, não é? Porque é o Santos! E com o Santos tudo pode acontecer. Teve de tudo, a derrota foi só um detalhe.

Com gols de Edinho e Osvaldo para o Fortaleza e Carlos Sánchez para o Santos, a partida encerrou uma sequência de jogos sem derrota do alvinegro. Normal!

O "jogo":

 

Não vou questionar os benditos três zagueiros, nem dizer que a culpa foi da arbitragem, que distribuiu cartão à torto e à direito, e nem das mudanças ineficientes. Na verdade a culpa por essa partida vergonhosa deve ser minha, tinha nada que criar expectativas e ficar quietinha na frente da tv.

O primeiro tempo foi lá e cá, porém passou em branco. Sasha e Sánchez (parece uma dupla sertaneja, mas não é), tiveram algumas oportunidades e desperdiçaram, além de Pituca e Derlis, que estavam com a pontaria igual a minha. Do lado do adversário, Romarinho parou na bela defesa de Everson (ainda prefiro Vanderlei), e Osvaldo acertou o travessão. Costumo dizer que o Santos joga só um tempo por partida, com essa atuação ridícula dava para acreditar que o tempo jogado seria o segundo, questão de lógica. Não foi!

Voltamos sem mudanças. Não entendi a leitura de jogo do técnico, mas se gostou do que viu, quem sou eu para discordar. Logo aos quatro minutos do jogo, os donos da casa abriram o placar com Edinho em cobrança de falta. Vamos virar, claro! Já aconteceu uma vez. Derlis González quase (tem palavra melhor no futebol?) empatou, mas quem não faz… Osvaldo ampliou para o Fortaleza aos 21 minutos. 

 

 

(Foto: Ivan Storti/SantosFC)


 

Aqui começa uma relação de amor e ódio com Carlos Sánchez, o paradoxo uruguaio que hoje testou minha capacidade de perdoar. Gostaria de deixar registrado que já perdoei, amo igual. Aos 23 minutos Sánchez diminuiu para o Peixe. Aos 40 perdeu um pênalti que seria o gol de empate. Coisas do futebol. Antes de encerrar a partida, o árbitro foi generoso nos cartões tanto amarelo quanto vermelho, e com isso ganhamos cinco desfalques (inclusive o técnico) para domingo. Oremos! 

Fim de papo. 2x1 para o Fortaleza!

Com esse resultado o Peixe segue na segunda posição da tabela e na próxima rodada enfrenta a Chapecoense na Vila Belmiro, às 19h (de Brasília). Seguimos.

 

Por Andra Jarcem, com o Santos onde e como ele estiver.